A Minuto Seguros acabou de realizar um estudo com base na lista divulgada pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) com os carros mais vendidos no Brasil em abril.

O Onix, da Chevrolet, continua sendo o carro mais vendido no país. Embora o hatch da montadora americana permaneça na liderança do ranking, registrou uma queda brusca, assim como o mercado em geral, em meio ao crescimento da pandemia de coronavírus. Em abril, foram 3.619 unidades comercializadas, cerca de 80% menos do que o registrado em fevereiro, antes da proliferação da covid-19 no País, primeiro caso oficial foi registrado em no dia 26 daquele mês, quando o Onix teve 17.652 vendas.

Com relação ao preço médio do seguro do Onix, o modelo teve uma elevação em abril, já com a pandemia no Brasil em estágio mais avançado, em comparação ao mês de fevereiro, quando a covid-19 ainda não havia sido disseminada pelo país. Para o público feminino, a alta foi de 19,6%, já que passou de R$ 1.643, no segundo mês do ano, para R$ 1.966, em abril. Já para os homens, a variação para cima foi de apenas 2%, saindo de R$ 2.234 para
R$ 2.279.

Mesmo com a queda nas vendas dos veículos mais comercializados do País, o HB20 mostrou que ainda está entre os preferidos dos brasileiros e, após dois meses consecutivos na terceira colocação, assumiu o segundo lugar do ranking. No que diz respeito ao preço do seguro, para os homens, houve redução de 8% em relação a fevereiro, mês que precedeu o início da quarentena na maior parte das regiões do Brasil. Para as mulheres, houve uma
elevação na casa dos 6%.

Após ficar na quarta colocação em março, o Onix Plus, da Chevrolet, retornou ao Top 3 para ocupar a terceira posição entre os carros mais vendidos do Brasil no quarto mês do ano. Assim como para o HB20, houve variações diferentes no preço do seguro para os públicos feminino e masculino em relação a fevereiro. O valor para as mulheres registrou uma elevação de 12,7%, com os R$ 1.868 cotados em fevereiro, comparados aos R$ 2.105
registrados em abril. Para os homens, no entanto, a o preço médio caiu de R$ 2.904 para R$ 2.527, uma queda em torno de 13%.

Kwid tem o preço do seguro mais barato em abril, enquanto valor mais alto é do Corolla

Presente entre os três primeiros colocados no ranking dos mais vendidos de outubro de 2019 até janeiro de 2020, o KA caiu para a quarta colocação em março e permaneceu nessa posição em abril. No entanto, com relação ao preço do seguro, ele continua sendo uma das opções com melhor preço. O hatch da Ford foi o modelo que registrou o menor valor cotado em uma capital entre os homens: R$ 1.318 em Florianópolis.

Pela primeira vez em 2020, o Kwid registrou o seguro mais barato tanto para homens quanto para mulheres entre as capitais cotadas. Com relação ao público masculino, o valor médio em abril ficou em R$ 1.871, cerca de 11,6% abaixo do que havia sido registrado em fevereiro, antes da disseminação do coronavírus se tornar crítica no Brasil. Para elas, preço médio no quarto mês do ano foi de R$ 1.575, com uma leve variação para cima em relação à cotação de antes da pandemia que, em reais, ficou na casa dos R$ 53.

Fora da lista nos três primeiros meses do ano, o Corolla voltou a figurar entre os 10 carros mais vendidos do Brasil. O sedã da Toyota ficou com a quarta colocação no ranking e também com o valor do seguro mais caro para homens e mulheres. Para eles, o preço médio ficou em R$ 3.947, enquanto para elas, a média das cotações foi de R$ 3.437. Outro que apareceu pela primeira vez no Top 10 em 2020 foi o Tracker, na sétima posição. O valor médio do seguro para o modelo da GM foi de R$ 2.585 para o público feminino e de R$ 3.031 para o masculino.

Décimo colocado no ranking dos mais vendidos no quarto mês do ano, o Renegade se destaca pela acentuada queda de valores em relação ao mês pré-pandemia no Brasil. O valor médio do seguro para os homens era, em fevereiro, de R$ 3.739 e passou, em abril, para R$ 2.967, uma queda de cerca de 20%. Para as mulheres, a redução foi ainda maior: 27%, saindo e R$ 2.735 para R$ 1.986. O Fiat Argo seguiu pelo mesmo caminho do modelo da Jeep quando comparado ao mês de fevereiro, com redução de 22% no preço do seguro para eles e de 7% para elas.

No meio da tabela, o Volkswagen Gol, quinto colocado entre os carros mais vendidos do Brasil, registrou queda de 9% no valor do seguro para homens em relação a fevereiro, antes da disseminação da covid-19 no Brasil, saindo de R$ 2.954 para R$ 2.677. Para as mulheres, houve elevação de 4% na comparação com o mesmo período.

O preço médio do seguro de todos os 10 veículos da lista entre as capitais cotadas foi de R$ 2.548 para os homens e de R$ 2.104 para as mulheres.

Para realizar o estudo, a corretora considerou como perfil um condutor homem e uma condutora mulher, de 35 anos, ambos casados. Foram avaliados os preços dos seguros em cinco capitais: São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Florianópolis (SC), Salvador (BA) e Brasília (DF).

Quem paga menos pelo seguro?

Dentro destes perfis mencionados, o preço do seguro para o Onix Plus é o que apresenta a menor diferença entre as capitais cotadas para homens. O valor mais alto está No Rio de Janeiro, com R$ 2.716, e o menor em Florianópolis, por R$ 2.367, uma distância de R$ 349. No contraponto de diferença de valores, ainda citando o público masculino, o Corolla é o que possui a maior diferença entre estados: R$ 3.403. A mais alta também no Rio
de Janeiro, R$ 5.941, e a menor também em Florianópolis, com R$ 2.537. Para os homens, Florianópolis é a cidade com seguro mais barato: seis dos dez carros. Nos seguros com valores mais altos, o Rio de Janeiro é a cidade que detém os maiores preços: nove dos dez modelos. A capital de Santa Catarina registrou o menor preço entre todos
os modelos cotados no perfil masculino: R$ 1.318 para o KA. O preço médio do seguro para homens, em São Paulo, para os 10 carros mais vendidos é de R$ 2.254, já no Rio de Janeiro, o valor é de R$ 3.348.

Agora, falando no perfil feminino, o KA é o que apresenta a menor diferença entre as capitais cotadas, com uma diferença de R$ 481, do valor mais alto, que está no Rio de Janeiro, com R$ 1.952, para o mais baixo, que está em Florianópolis, com R$ 1.471. Em outra comparação, o Corolla ficou com a maior distância de valores: R$ 2.867. A
maior no Rio, com R$ 5.226 e a menor, em Florianópolis, com R$ 2.358. No âmbito do público feminino, Florianópolis também é a cidade com o seguro mais barato: cinco dos dez carros. Já os valores maiores estão concentrados no Rio de Janeiro: oito dos dez veículos cujo seguro tem maior preço ficam na capital carioca. O menor valor entre todos os modelos e capitais cotados no perfil feminino ficou com São Paulo: R$ 1.276 para o
Kwid. O preço médio do seguro na capital paulista, para as mulheres, ficou em R$ 1.750 e no Rio de Janeiro, R$ 2.827.

Leia mais: Valor do seguro dos carros mais vendidos do Brasil em março

Tabelas com os valores do seguro

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta