Minas Mardirossian

Faleceu nesta sexta-feira, 22 de maio, do fundador e primeiro presidente do Clube Vida em Grupo do Rio de Janeiro (CVG-RJ), Minas Mardirossian.

Mardirossian era um profissional dedicado ao mercado de seguros desde 1957, quando iniciou carreira na área de seguro de vida em grupo da SulAmérica. Em 1965, em reunião com outros especialistas do segmento, decidiu criar a entidade para representar o segmento.

Em sua carreira profissional, Mardirossian também acumulou experiência nas empresas Colúmbia Cia de Seguros e no Grupo Financeiro Ipiranga, foi membro da Associação das Empresas de Previdência Privada e do Conselho Consultivo da FenaSeg, diretor e presidente do Sindicato das Empresas de Seguros Privados e Capitalização do Rio de Janeiro, além de desenvolver cursos, seminários, palestras no mercado e criar a Confiance Consultoria.

A causa da morte e o local onde o executivo será enterrado não foram divulgados até o momento.

Entidades começam a prestar suas homenagens para Mardirossian. 

O CVG-RJ já emitiu uma nota de pesar. Para o presidente do Clube, Octávio Perissé, a perda do executivo “enluta todo mercado segurador. Todos que tiveram oportunidade de conviver com este verdadeiro ícone do setor lamentam esta perda irreparável para o nosso mercado. Ele deixa um legado memorável e muitos ensinamentos sobre este segmento tão importante de nossa indústria. Além de ser um amigo, colaborador e pessoa humana íntegra, solidária e dedicada, que fará falta no nosso convívio pessoal e profissional”.

A diretoria da Aconseg-RJ e suas associadas também manifestam seu profundo pesar e sentimentos aos familiares e amigos pela perda do admirável profissional dedicado ao segmento de Pessoas e de Benefícios. “Apoiador das assessorias afiliadas, Mardirossian deixa um legado importante e significativo ao mercado e um exemplo de conduta ética e profissional, que ficará para sempre entre nós”, informou a entidade em sua nota.

O CVG-RS também prestou homenagem ao executivo. “Recebemos com muita tristeza a notícia do falecimento de Mardirossian, uma pessoa querida por todos e que muito contribuiu pra nosso mercado segurador. Registro meus sentimentos a toda família”, expressa a presidente da entidade, Andreia Araújo.

A diretoria do CCS-RJ e seus associados também manifestam profundo pesar pelo falecimento. “Em um momento de tantas dificuldades, essa é mais uma perda irreparável. Mardirossian deixará muita saudade, mas também muitos bons exemplos, quer seja como profissional ou como ser humano”, lamentou o presidente do Clube, Fabio Izoton.

A Associação Estadual dos Corretores de Seguros (AECOR-RJ) registrou a sua consternação e pesar pelo falecimento de Mardirossian. Segundo a nota divulgada pela entidade, o executivo deixa um legado fenomenal e é um exemplo a ser seguido pelos profissionais de todo país que desejam trilhar os caminhos deste importante segmento, além de um exemplo de um ser humano digno e leal a uma legião de amigos.

Com profundo pesar, a CNseg também lamentou o falecimento e divulgou uma nota. A entidade afirmou que o legado do executivo estará para sempre ligado ao desenvolvimento do mercado segurador no País, prestando condolências aos familiares e amigos.

N.F.
Revista Apólice

*este material está em fase de atualização

Deixe uma resposta