Diante das incertezas provocadas pela pandemia de covid-19 na economia e no mercado de seguros e resseguros, o IRB Brasil RE e a Aon Resseguros estão lançando uma ferramenta que permitirá que as seguradoras analisem a exposição ao risco de suas carteiras de seguros de vida e habitacional, podendo estimar possíveis perdas com sinistros. A análise também viabilizará formatar produtos com coberturas de pandemias sob medida, atendendo às expectativas dos segurados. O modelo é inédito no Brasil e foi adaptado para a realidade do País.

“Vivemos um momento sem precedentes e desenvolver e oferecer uma modelagem sob medida para nossos clientes e seus segurados nos posiciona na vanguarda. Firmamos uma aliança estratégica com a Aon e formatamos uma solução que atende às necessidades do mercado brasileiro”, afirma o presidente do Conselho de Administração e CEO interino do Instituto, Antonio Cassio dos Santos, acrescentando que a novidade também estará disponível para clientes do ressegurador na Argentina.

A Modelagem de Risco de Pandemia, como é chamada a ferramenta, é um modelo probabilístico que quantifica o impacto do coronavírus nas carteiras, com significativa quantidade de informações. Para isso, foram utilizados dados de países da Ásia e Europa, atingidos pelo vírus antes do Brasil, ajustados à realidade da América Latina. Alimentada com dados de cada seguradora, a solução permite fazer previsões mais realistas de possíveis perdas com sinistros.

“Realizamos frequentes exercícios de modelagem de mortalidade adversa para grandes clientes. Estruturamos, junto com o IRB, uma ferramenta que permitirá dar suporte adequado às seguradoras, adaptando o modelo para atender plenamente às necessidades das carteiras de seguros de vida e habitacional de cada empresa”, explica o CEO da Aon Resseguros Brasil, Antonio Jorge Rodrigues.

Leia mais: IRB Brasil RE doa R$ 1 milhão à Fiocruz para pesquisa contra Covid-19

Desde o início de abril o Instituto instalou um gabinete de crise, com objetivo de monitorar o setor de seguros e resseguros e estruturar ações em resposta à pandemia de covid-19. “Diariamente analisamos o mercado e possíveis cenários na busca por soluções para dar suporte às necessidades de nossos clientes e parceiros de negócios, possibilitando um gerenciamento mais adequado e maior planejamento”, ressalta a vice-presidente de Resseguros da empresa, Isabel Solano.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta