(FOTO: Getty Images)

O presidente da FenaCap, Marcelo Farinha, participou na manhã do dia 13 de maio do terceiro encontro da série ‘CNseg Webinars’, que abordou o tema: “Produtos de seguros pós-Covid-19: adaptação ou revolução?”

Farinha lembrou que, historicamente, as crises sempre tiveram o papel de catalizador de mudanças sociais e econômicas, citando, como exemplo, os momentos que se seguiram às guerras mundiais e à crise de 1929, motivada pelo crash da Bolsa de Nova York. “A pandemia da covid-19 vai acelerar as transformações do setor”, enfatizou. O presidente apontou a convergência para o ambiente digital, com aprimoramento de produtos e processos, como uma das consequências da crise do novo coronavírus, observando que o mercado de capitalização já vinha passando por transformações no modelo de negócios, com uso intensivo de novas tecnologias.

Ele destacou também que os produtos de capitalização, pelas características que lhe são inerentes, como o estímulo à formação de reservas, que conferem mais proteção e segurança às famílias, posicionam o setor em linha com o ambiente que se espera encontrar pós-pandemia, quando esses fatores tendem a ganhar ainda mais relevância, assim como as causas coletivas. Farinha ressaltou que os títulos de capitalização da modalidade Filantropia Premiável possivelmente terão mais protagonismo, assim como os da modalidade Instrumento de Garantia, que podem ser utilizados para garantir contratos de empréstimos, por exemplo. “O consumidor vai rever hábitos de consumo e o conceito do que realmente é essencial. Vamos sair crise com mais empatia e solidariedade”, afirmou.

Em relação ao momento atual, o Presidente apontou a queda de faturamento como efeito da crise e os esforços do setor para sobreviver a ela. De acordo com os últimos dados divulgados pela Susep, até fevereiro, no período pré-pandemia, o mercado de capitalização cresceu 3,5%, registrando uma receita total de R$3,7 bilhões.

Leia mais: Em janeiro, capitalização distribuiu mais de R$ 100 milhões em sorteios

O Webinar contou com a mediação do presidente da CNseg, Márcio Coriolano e dos presidentes das demais Federações integrantes da CNseg: Jorge Nasser (FenaPrevi), Antonio Trindade (Fenseg) e João Alceu (FenaSaúde).

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta