EXCLUSIVO – Devido à crise causada pela pandemia do novo coronavírus, grande parte das empresas brasileiras estão fechadas ou não funcionando com 100% da sua operação, o que pode acabar impactando negativamente a vida financeira dessas companhias. Com isto, muitas organizações tem que rever seus gastos e cortar despesas.

Preocupado com a crise causada pela quarentena, o mercado segurador procura auxiliar seus clientes para que eles possam passar por esse momento protegidos. Algumas seguradoras oferecem maior flexibilização nas apólices, dando descontos nos seus produtos e até mesmo prorrogando os prazos para o pagamento do seguro.

Uma dessas empresas é a Porto Seguro. Nas renovações do seguro auto, a companhia irá garantir o preço de 2019, considerando os contratos com data de vigência a partir do dia 24 de abril, com validade por 60 dias, e também possibilitará o parcelamento em 10x sem juros para cartões de crédito de demais bandeiras, pelo prazo de 30 dias contados a partir de 4 de abril.

Considerando as restrições para realização de eventos e buscando contribuir com as recomendações das autoridades, a seguradora suspendeu a comercialização dos produtos Eventos (RE) e AP Eventos (Vida) por prazo indeterminado. As apólices vigentes permanecem inalteradas e continuarão disponíveis para consulta no Corretor Online. Além disso, a empresa abriu uma linha de empréstimos para corretores cadastrados (capital de giro) de até R$ 30 mil, com carência de até 90 dias para o pagamento da 1ª parcela e taxa de 1,49% se o financiamento for de até 12 meses e de 1,99% se o financiamento for de 13 a 24 meses.

Segundo Rivaldo Leite, vice-presidente Comercial e de Marketing da organização, “oferecer condições especiais é mais do que evitar que o cliente cancele o seu seguro. Nesse momento em que o país passa por diversos impactos, não só relacionados à saúde pública, mas também a segmentos da economia, o mercado segurador segue contribuindo ativamente. Entendemos que é necessário ainda mais o compromisso com o segurado e o corretor, que está atento as demandas e maneiras de contribuir para minimizar qualquer situação fora do previsto”.

Outra empresa que também seguiu essa tendência é a Tokio Marine. A seguradora determinou que para as renovações de produtos Auto, Residencial e Condomínio será mantido o preço da apólice anterior, ou o valor da cotação atual caso ele seja menor. A companhia continua disponibilizando a possibilidade de parcelamento em 12 vezes sem juros no cartão de crédito para a carteira de Automóvel e Residencial.

No segmento de produtos Pessoa Jurídica, a organização oferece o parcelamento em até seis vezes sem juros para todos os produtos da carteira de Seguros Patrimoniais e de Responsabilidade Civil, além do D&O. A opção de parcelamento em dez vezes sem juros no cartão de crédito permanece para o Seguro Empresarial com valor em risco de até R$ 500 mil. Já para os Seguros de Responsabilidade Civil Geral e Patrimoniais serão aceitas renovações automáticas de apólices, desde que mantenham os termos e condições vigentes, tenham sinistralidade de até 50% e não tenham resseguro facultativo.

“Nosso objetivo principal nesse momento é cumprir a função social que temos como seguradora: proteger pessoas e empresas, proporcionando tranquilidade aos segurados exatamente quando eles mais precisam. Por isso, além desses benefícios relacionados especificamente aos valores do seguro, fazemos questão de manter todas as coberturas e atendimentos previstos nas apólices” ressalta Valmir Rodrigues, diretor Executivo Comercial da companhia.

Leia mais: Coronavírus: quais seguros o corretor pode ofertar durante a pandemia?

Sobre o futuro, Leite afirma que ainda é muito cedo para fazer qualquer projeção. “Estamos atentos às mudanças e trabalhamos para suprir as necessidades dos nossos clientes e corretores, confiantes que esse será um desafio passageiro. Estamos otimistas especialmente com o segundo semestre, no qual o setor deve ampliar a atuação em diversos segmentos de não seguro. Vamos lançar novas coberturas, produtos na área de serviços e sustentáveis, para atender diversas demandas de clientes e também do mercado”.

Nicole Fraga
Revista Apólice 

Deixe uma resposta