Pela primeira vez em quase cinco anos de atividades, a Oxigênio Aceleradora terá a missão de acelerar 10 startups em um único ciclo. O número é um recorde na empresa, assim como a quantidade de startups inscritas: mais de 1,4 mil. Mauricio Martinez, gerente de Pesquisa e Desenvolvimento da Porto Seguro e responsável pela Oxigênio, destaca o desafio que a companhia terá neste novo ciclo, iniciado no último dia 30.

“Esse é, sem dúvida, o maior desafio que teremos. Agradecemos muito aos milhares de projetos. Esse movimento reforça que os setores de startups e inovação só crescem no país, além de destacar a credibilidade que a seguradora tem no mercado. Estamos felizes e determinados a trabalhar para acelerar estes projetos, todos com muita sinergia com o negócio da empresa”, ressaltou o executivo.

Com o objetivo de impulsionar startups em estágios já avançados, o 9º ciclo de aceleração utiliza o modelo equity free, que oferece às selecionadas a oportunidade de créditos em consultorias jurídicas, growth, além de créditos em nuvem e vouchers de desconto com parceiros.

“Nosso maior objetivo é colaborar para o desenvolvimento dessas empresas com soluções inovadoras e estimular o empreendedorismo no país”, afirma o gerente da aceleradora, que neste ciclo selecionou startups de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Porto Alegre.

Veja abaixo as startups participantes do nono ciclo de aceleração:

Bornlogic: empresa de tecnologia com foco em performance em anunciantes digitais. Com seis anos de experiência no mercado, a startup chega para desenvolver soluções de aproximação entre a Porto, corretor e cliente final, envolvendo não apenas tecnologia, como também um sistema de colaboração e gamification;

Carbigdata: plataforma de bigdata analytics focada no segmento automotivo, captura informações, texto, geocode transformando em inteligência competitiva, tendo a possibilidade de monitorar a frota segurada;

Digitalk Smart Flow: plataforma que unifica canais digitais a processos por meio da utilização de inteligência artificial, podendo identificar padrões comportamentais e gerar campanhas para acionamento e renitências automatizadas;

hCentrix: plataforma de inteligência em saúde populacional e com experiência no mercado, auxilia no monitoramento e na interação de beneficiários durante a jornada. A startup pode contribuir para uma análise mais preditiva em torno de fatos e acontecimentos com os beneficiários;

Hisnëk: solução em tecnologia atrelada à saúde, atua com inteligência artificial por meio de robôs e tem como objetivo interagir com usuários a fim de detectar possíveis problemas de saúde mental;

Incentive.me: sistema automatizado de gestão, comunicação e pagamentos de comissões e incentivos para a força de vendas, visando auxiliar na melhoria de engajamento de resultado de campanhas de incentivo de vendas;

Leia mais: Oxigênio Aceleradora aposta em novos modelos de negócio

Inflr: plataforma de otimização e automação de campanhas com influenciadores e micro influenciadores, consegue segmentar cada ação e contribui como ferramenta de comunicação e conversão para os produtos;

Pix Force: desenvolvedora de soluções para interpretar imagens e vídeos de maneira automática, por meio de inteligência artificial, transformando os arquivos em informações e dados;

Segfy: software de serviço para Corretores, especializado em gestão e multicálculo, visando contribuir no aumento de vendas e a consequente participação;

Twist Systems: empresa de data Science, se conecta a bases de dados e mídias sociais, visando direcionar a tomada de decisão a ser tomada.

Mais informações sobre o funcionamento e inscrições para os programas da Oxigênio Aceleradora estão no site da empresa.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta