Mario Petrelli

O mercado segurador brasileiro perdeu hoje um dos seus maiores expoentes, Mario José Gonzaga Petrelli. Ele faleceu na tarde de ontem, aos 84 anos, no Hospital Baía Sul, em Florianópolis/SC, onde estava internado.

Petrelli nasceu em Florianópolis e aos 15 anos mudou para Curitiba, onde fez graduação em Direito. Atuou como executivo de uma empresa de seguros. No jornalismo, iniciou a carreira como repórter. Em 1976, adquiriu uma emissora de televisão, a TV Coligadas, em Blumenau, o que foi a base para grupos RIC e ND, que atualmente reúne mídias televisivas, impresso, rádio, revista e portal. Ele deixa a esposa do segundo casamento, cinco filhos e dez netos.

” É impossível tentar sumarizar a sua imensa contribuição para os seguros, tamanho o trabalho que desenvolveu em todas as dimensões de nossa atividade ao longo de sua carreira”, disse Marcio Coriolano, presidente da CNseg, em comunicado divulgado ontem. Ele continua: Mario Petrelli foi um gênio político, comercial e dos negócios do nosso setor. Doravante, devemos cultuar a sua memória e guardar a sua sabedoria.

Mário Petrelli, que começou sua trajetória como vice-diretor executivo do Grupo Boavista de Seguros, também teve muitos momentos marcantes em sua carreira a frente de muitos outros segmentos, até chegar na comunicação. Ele foi diretor Fenaseg (hoje CNseg) e do Instituto de Resseguros do Brasil. Foi um dos fundadores da Academia Nacional de Seguros e Previdência e representou o país em várias conferências internacionais.

Deixe uma resposta