O aumento de participação das mulheres nos planos de previdência privada superou o dos homens pelo segundo ano consecutivo. A constatação é de estudo realizado pela Bradesco Vida e Previdência, que analisou o perfil dos seus mais de 2,7 milhões de clientes no segmento.

A participação de investidoras nos planos de previdência cresceu 7,74% entre janeiro do ano passado e janeiro de 2020, contra 6,74% na comparação referente ao período de janeiro de 2018 a 2019. No último ano, o crescimento dos homens na carteira cresceu 6,28%.

Embora esteja em ascensão, a representatividade feminina na base de clientes com previdência da empresa ainda é superada pela masculina: 41,3% (cerca de 1,2 milhão de clientes), contra 55,2% (1,6 milhão).

O perfil médio das mulheres que mais investem em planos de previdência privada na seguradora é: idade entre 36 e 55 anos e tíquete médio entre R$ 500 e R$ 2 mil. A pesquisa também destaca que a região Sudeste concentra 62,2% das clientes, seguida pelas regiões Sul (13,82%), Nordeste (13,40%), Centro-Oeste (5,81%) e Norte (4,30%).

Leia mais: Bradesco Vida e Previdência lança seguro de vida personalizável

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta