Os idosos são o grupo que corre o maior risco durante a pandemia do novo coronavírus. Muitos deles vivem em lares para a terceira idade e ficarão em quarentena sem a possibilidade de receber visitas. Pensando nisso, o Instituto Caixa Seguradora selecionou três instituições da periferia do DF e entorno para receber R$ 100 mil em doações para que sejam comprados alimentos, produtos de limpeza, materiais de higiene e equipamentos necessários para higienização intensa dos materiais usados nos espaços, como máquinas de lavar roupa.

As instituições beneficiadas foram o Lar dos Velhinhos Maria Madalena, no Núcleo Bandeirante; o Lar dos velhinhos Bezerra de Menezes, em Sobradinho; e o Lar da Terceira Idade Samaritanos, em Águas Lindas-GO.

Voltadas para o público de baixa renda, essas casas vivem de doações de familiares e voluntários. Mas com o fechamento para visitação, também foram suspensos os eventos culinários, feiras e bazares, o que fez a arrecadação de doações cair bruscamente. “A população que corre o maior risco não pode ficar desamparada”, afirma o diretor do Instituto, Gregoire Saint Gal de Pons.

Leia mais: Caixa Seguradora adota nascente no Distrito Federal

Além de manter os idosos alimentados, esse dinheiro ajudará a mantê-los seguros. As casas vão redobrar os cuidados com a higiene pessoal deles e dos funcionários e com as condições sanitárias dos espaços. “As doações também permitirão que as instituições mantenham os espaços sempre limpos, com roupas de cama e tolhas limpas”, ressalta o executivo.

O objetivo da organização é chamar a atenção para esse público tão vulnerável durante essa pandemia, além de convidar as pessoas que têm interesse de colaborar para que entrem em contato com os lares para continuar com a rede de solidariedade.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta