A Austral Seguradora inicia 2020, ano em que completa 10 anos de operação, entregando seu melhor resultado financeiro e operacional. Os prêmios emitidos pela companhia em 2019, desconsiderando sua participação no consórcio DPVAT, somaram R$ 644 milhões, um aumento de 52% frente aos R$ 422 milhões apurados em 2018. O resultado financeiro mais que dobrou e contribuiu para o desempenho do ano, atingindo R$ 41,4 milhões.

Superando as expectativas, o lucro líquido da empresa no ano passado atingiu R$ 39,1 milhões, montante 77% superior ao apurado em 2018. O patrimônio líquido também cresceu e bateu a marca de R$ 183,1 milhões, volume 20% maior do que o ano anterior. A seguradora encerrou 2019 com ativo total de R$ 1,4 bilhões.

Especialista em riscos corporativos, a seguradora avançou em todas as linhas de negócio. Em Óleo e Gás registrou 61% de market share e alcançou a liderança do segmento. Com novos negócios e uma estratégia focada em inovação, agilidade operacional e especialização, o volume de prêmios emitidos pela área de Riscos de Petróleo foi de R$ 395 milhões em 2019, 88,4% maior do que o ano anterior. A companhia também obteve forte expansão de suas operações de Riscos Marítimos e seguro de casco, que apresentou uma evolução de prêmios emitidos de 58,5% de 2018 para 2019.

Refletindo os ganhos em eficiência, as despesas administrativas mantiveram uma proporção estável em relação aos prêmios emitidos de 3,4% em 2019 frente aos 4,7% no ano de 2018. A evolução operacional evidencia a trajetória de crescimento, combinando uma política de subscrição técnica e focada em controle de despesa.

Em 2019, a Austral investiu na jornada de clientes e corretores e entregou serviços como a consulta de apólice e o aviso de sinistro online pelo site, além da criação de um novo portal. Com um novo portfólio, a seguradora lançou um seguro para remoção de plataformas e marcou sua entrada em D&O.

Leia mais: Austral Seguradora amplia portfólio de Responsabilidade Civil

“Os números refletem o momento vivido pela companhia. Este foi um ano em que evoluímos em nossa transformação digital e no desenvolvimento de novos produtos. Estamos prontos para agir na transferência de risco tanto para clientes, quanto para parceiros”, afirma o CEO da empresa, Carlos Frederico Ferreira.

“Acreditamos que a organização chega ao 10º ano de operação bem posicionada para aproveitar um novo ciclo de desenvolvimento no país e continuar sua trajetória de crescimento e presença no mercado, com diverso produtos e um balanço patrimonial sólido”, conclui Ferreira.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta