O Grupo Bradesco Seguros apresentou lucro líquido de R$ 7,5 bilhões em 2019 nos segmentos de Seguros, Capitalização e Previdência Complementar Aberta.

Esse resultado, que representa expansão de 16,6% em relação ao obtido em 2018, foi influenciado, entre outros fatores, pelo crescimento do resultado das operações de Seguros, Previdência e Capitalização, que aumentou 12,7% no ano, atingindo R$ 14,8 bilhões em função do desempenho do faturamento e da evolução de 10,9% do resultado financeiro, somado à redução das outras despesas administrativas em 6%.

O Patrimônio Líquido registrou crescimento de 16,8%, e o retorno sobre o Patrimônio Líquido Médio foi de 23,5%.

Todos os índices de desempenho da seguradora apresentaram evolução favorável no conceito anual, com destaque para os Índices de Sinistralidade, que registrou recuo de 0,5 ponto percentual, e Combinado, que atingiu sua melhor marca anual em mais de dez anos: 83,3%.

“São números que refletem um momento especial vivido pela companhia. Estamos evoluindo, de forma gradual, de uma estratégia tradicionalmente centrada na distribuição de produtos para uma visão com foco total na jornada do cliente, a partir de um movimento de transformação digital, que envolve não apenas tecnologia, mas também mudança na maneira de pensar. O objetivo é oferecer processos mais simples, intuitivos e digitais para o segurado”, destaca o presidente do Grupo, Vinicius Albernaz.

Como fruto desse processo, a venda de produtos por meio dos canais digitais aumentou 82% em 2019 em relação ao ano anterior. Foi atingida a marca de cerca de quatro milhões de downloads do aplicativo da empresa e mais de um milhão de itens comercializados por esses canais. Em Saúde, 40% do reembolso já é realizado por meio digital. Em Auto, 64% das vistorias de sinistro e 16% dos pedidos de assistência já são digitais.

Leia mais: Bradesco Seguros inicia oferta de produtos no Banco Digital Next

Complementando as principais informações da companhia, as Provisões Técnicas cresceram 6,2% na comparação com 2018, atingindo cerca de R$ 275 bilhões, que correspondem a aproximadamente 24% do total do mercado segurador, e os Ativos Financeiros, 7,1%, para R$ 307 bilhões. Outro dado relevante foi o valor pago em indenizações e benefícios, de R$ 33 bilhões, o que corresponde a cerca de R$ 130 milhões por dia útil.

Os resultados refletem o compromisso a evolução do modelo de negócio da companhia, atuando multirramo e multicanal com presença em todo o país, visando a entregar soluções de proteção a seus clientes em diferentes ciclos de vida.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta