O segmento de Seguros Gerais cresceu 5,2% de janeiro a novembro de 2019 na comparação com o mesmo período do ano anterior. Ao todo, o volume de prêmios arrecadados foi de R$ 67,2 bilhões.

As vendas evoluíram no segmento de Danos e Responsabilidades (sem os prêmios do DPVAT) no acumulado até novembro. Seguros aeronáuticos tiveram alta de 31,4%; Responsabilidade Civil 19,4%; e o ramo de Patrimonial no geral cresceu 11,8%.

O presidente da FenSeg, Antonio Trindade, acredita num crescimento sustentado para o segmento, superando as incertezas do cenário econômico. “A entidade aposta no crescimento do ramo de Grandes Riscos, cada vez mais em evidência no Brasil, e vê com bons olhos a demanda crescente por Riscos de Engenharia, na esteira da retomada do desenvolvimento econômico entre outros. Em um tempo de desafios imensos no Brasil, nosso segmento é um parceiro para concretizar a agenda social e econômica do País, protegendo a população de riscos e desonerando o orçamento do Estado”, afirma.

Leia mais: FenSeg lança manual sobre seguro de Riscos de Engenharia

Setor de seguros

O setor segurador, devido ao desempenho dos seguros de Pessoas (planos de risco e de acumulação), continua a exibir tons azuis no ano em termos de arrecadação. Até novembro de 2019, houve crescimento de 12,2% comparado ao mesmo período de 2018, elevando a receita para R$ 243,4 bilhões. Com o resultado de novembro, o setor cresce dois dígitos pelo sexto mês consecutivo.

O desempenho mensal de novembro foi bastante positivo também. A arrecadação do setor de seguros (sem saúde suplementar e DPVAT) teve crescimento de 8,2% na comparação com o mesmo período em 2018, somando R$ 22,8 bilhões.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta