Os três grupos de diversidade da AIG no Brasil estão trazendo avanços na conscientização sobre a comunidade LGBTQ +, recrutando mais profissionais negros para a empresa e promovendo o avanço das mulheres para cargos sênior. Juntos, os funcionários da seguradora estão envolvidos em esforços para promover uma cultura inclusiva para todos.

Dos 250 funcionários da companhia, cerca de 20% (em torno de 50 pessoas) participam ativamente e de forma voluntária de algum grupo de diversidade.

Ajudando as mulheres a progredir em suas carreiras

O grupo [email protected] (WOW) – Mulheres e Aliados está focado no empoderamento e desenvolvimento profissional para as mulheres na seguradora. No ano passado, com o apoio da área de Recursos Humanos, o grupo iniciou um programa piloto de mentoria onde a diretoria da companhia foi treinada para apoiar dez funcionárias que se voluntariaram para a atividade. O programa continuará com mais dez colaboradoras este semestre.

“Trabalhamos no desenvolvimento do autoconhecimento e da autoconfiança entre as mulheres, enfatizando as relações e a conscientização inclusive com os homens, que são aliados importantes”, diz Mariangela Morenghi, líder do WOW e coordenadora de comunicação corporativa da empresa.

O grupo, que ganhou o Prêmio AIG de 2018 na categoria “Desenvolvimento de Carreira”, iniciou no mesmo ano uma iniciativa com sessões de treinamento realizadas a cada dois meses para mulheres e homens em temas que vão desde falar em público e contar histórias, até finanças pessoais e competência em inglês. Também é promovida uma iniciativa de mulheres empreendedoras, quando se abrem as portas da companhia para donas de pequenas empresas a cada dois meses para mostrar seus negócios e vender seus produtos.

Este ano, elas pretendem envolver mais homens e parceiros de negócios para promover discussões sobre igualdade de gênero e desenvolvimento profissional para as mulheres. Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, em março, o grupo planeja convidar mulheres negras, transgêneros e mais experientes para falar sobre os desafios que enfrentam em sua vida profissional, em parceria com outros grupos de diversidade da organização.

Segundo um estudo de 2016 do Banco Interamericano de Desenvolvimento e do Instituto Ethos, as mulheres ocupavam 31,3% dos cargos de gerente e 13,6% dos cargos executivos nas 500 maiores empresas brasileiras.

Leia mais: AIG anuncia os 20 vencedores do Rally dos Corretores 2019

Recrutamento de profissionais negros

De acordo com o mesmo estudo, enquanto os negros representam 52,9% da população brasileira, eles ocupam apenas 6,3% dos cargos de gerência e somente 4,7% dos cargos executivos. Já a participação entre o total de trabalhadores é de 35,7%.

O grupo DÆRC (Diversidade Étnico-Racial Consciente) foi lançado na seguradora em julho de 2019,  visando aumentar o número de profissionais negros na empresa através de uma variedade de abordagens. O grupo, que já tinha 20 membros e aliados até o final do ano passado, trabalhou em parceria com o RH para contratar sete estudantes universitários negros para estágios de dois anos, que começaram em novembro.

Durante o Mês Global do Voluntário, em abril de 2019, e em parceria com a Junior Achievement, uma organização sem fins lucrativos que oferece aos jovens as habilidades necessárias para alcançar o sucesso profissional, a AIG recebeu um grupo de estudantes negros do ensino médio na empresa e os colocou ao lado de líderes da companhia para que eles tivessem a experiência de trabalhar em uma empresa multinacional, em um programa denominado “empresário-sombra”. O grupo tem programado ainda visitas a escolas para encorajar estudantes negros a se sobreporem às barreiras que venham a encontrar e falar sobre as habilidades necessárias para que os jovens possam se desenvolver em suas carreiras.

“O mais importante é mostrar à comunidade negra que estamos discutindo esse tema e ajudando a encurtar caminhos”, diz Jorge Sousa, presidente do grupo e executivo sênior de contas da companhia.

Aumentando a inclusão de transgêneros

O grupo Diversitas LGBT & Aliados, por sua vez, é focado na conscientização em um país onde os direitos LGBTQ+, como casamento entre pessoas do mesmo sexo e proteção contra discriminação, foram garantidos por decisões do STF e ainda não por lei. Este ano, o grupo tem o objetivo de dar visibilidade à comunidade de transgêneros. “Nosso principal objetivo para 2020 é trabalhar mais intensamente na inclusão de transgêneros”, disse Vinicius Mercado, co-presidente do grupo e subscritor sênior de linhas financeiras da empresa.

Os eventos planejados incluem levar estudantes e jovens profissionais transgêneros à seguradora para apresentá-los aos colaboradores e fazer uma apresentação sobre seguros, a participação na parada do Orgulho LGBT, em junho, e uma campanha para destacar a proibição brasileira de doações de sangue da comunidade gay. “Queremos que as pessoas saibam que o grupo é um espaço seguro para discussão e que se sintam incluídas”, disse Mercado. “Estamos construindo a AIG do futuro e um ambiente em que as pessoas podem sentir que fazem parte dela”, completa.

No mundo todo existem 142 grupos de diversidade da companhia espalhados por 37 países, todos com o objetivo de diversificar a força de trabalho da empresa e promover um sentimento de pertencimento a todos os funcionários.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta