Em parceria com o Automóvel Clube Brasileiro, o Grupo Pentagonal Seguros vai comercializar a emissão da Permissão Internacional para Dirigir no setor de seguros, em todas as suas franquias. Conhecido como PID, o documento permite que motoristas conduzam veículos automotores no exterior.

De acordo com a Portaria DENATRAN nº 251/2017, a instituição está autorizada a expedir a PID para brasileiros em todo o território nacional. A permissão tem validade de três anos e é preciso portá-la junto com a Carteira Nacional de Habilitação. É importante estar com o documento por ser internacionalmente reconhecido e traduzido em nove idiomas, com o objetivo de facilitar a checagem das informações do condutor, tanto para locações de veículos quanto em fiscalizações das autoridades locais.

“Quem viaja para fora do Brasil precisa ter a consciência que embora as locadoras não peçam o documento como condição para alugar um veículo, é necessário a PID em mãos. Caso ocorra um acidente ou se o viajante for parado pela polícia, sem este documento tudo se complica, e a viagem, que deveria ser tranquila, se torna um contratempo por conta dos transtornos que podem ser causados”, explica Bernard Biolchini, CEO do Grupo.

Leia mais: Grupo Pentagonal Seguros inaugura unidade em Farroupilha

Quando o turista apresenta somente a CNH para uma autoridade de trânsito que não conhece a língua portuguesa, isso pode gerar dúvidas ao responsável pela fiscalização. Existem casos de motoristas que foram multados na Argentina, por estarem somente com a CNH e não portarem o documento. Caso não domine o idioma local, a dificuldade para responder todos os questionamentos do agente de trânsito é considerada mais um obstáculo.

Desde 14 de agosto de 2016 entrou em vigor a Convenção da Apostila da Haia. O tratado tem o objetivo de agilizar e simplificar a legalização de documentos entre os 112 países signatários, permitindo o reconhecimento mútuo de documentos brasileiros no exterior e de documentos estrangeiros no Brasil.

A PID pode ser adquirida sem dificuldades. Basta preencher o formulário com um único cadastro, efetuar o pagamento e no máximo em três dias o documento é despachado pelos Correios.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta