A Caixa quer usar os 26 mil pontos de vendas fixos, (13,1 mil lotéricas, 8,7 mil correspondentes bancários e 4,2 mil agências) para aumentar a venda de seguros, principalmente microsseguros e apólices voltadas para pessoas de baixa renda. O anúncio foi feito pelo presidente da instituição, Pedro Guimarães, ao participar do programa “Canal Livre”, na Band.

“Antes de assumirmos, as lotéricas não vendiam nem cartão de crédito nem seguro. Vamos mudar isso”, afirmou. O executivo lembrou que aproximadamente 102,5 milhões de pessoas passam pelos pontos fixos da companhia e que é preciso aproveitar esse potencial

Guimarães disse ainda que o processo de abertura do capital da Caixa Seguridade será iniciado em poucos meses.

“Tínhamos uma parceria com uma empresa francesa para comercializar 11 ramos de seguros. Isso é impossível, porque uma única seguradora não pode ser especialista em 11 ramos. Então, agora teremos uma empresa especialista num determinado ramo atuando nele, outra companhia em outro. Já anunciamos novas operações, a primeira com a Tokio Marine, e anunciaremos outras em breve. Hoje, não temos operações de seguros relevantes nem nas lotéricas nem nos correspondentes bancários, mas isso vai mudar”, ressaltou.

Leia mais: Icatu e Caixa firmam sociedade para distribuição de capitalização

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta