A ANS divulgou nesta sexta-feira (31/01) a lista dos projetos de Modelos de Remuneração Baseados em Valor selecionados para acompanhamento conforme previsto no edital lançado em agosto de 2019. A ação dá continuidade aos trabalhos desenvolvidos na fase 3 do Grupo de Trabalho que trata do tema.

Foram recebidos, entre agosto e outubro de 2019, um total de 61 projetos, que foram enviados por 40 operadoras de planos de saúde. Eles foram avaliados e pontuados conforme os critérios de seleção. Do total de iniciativas recebidas pela entidade, 30 (apresentadas por 21 operadoras) foram aprovadas para fins de pontuação no IDSS ano-base 2019.

Dentre os aprovados, foram selecionados para acompanhamento pela Agência 13 projetos-piloto de Modelos de Remuneração, considerando-se as seguintes características:

– Notas mais altas;
– Qualidade técnica e clareza dos projetos;
– Qualidade e consistência dos indicadores apresentados;
– Modelos que apresentaram correlação com os projetos de indução à qualidade da DIDES/ANS;
– Diversidade de modelos para acompanhamento;
– Diversidade de modalidades de operadoras;
– Diversidade de regiões como critério diferencial no caso das Cooperativas Médicas (que representou a maioria dos projetos recebidos).

Leia mais: ANS analisa propostas para aderir a procedimentos nos planos de saúde

O acompanhamento será realizado remotamente e presencialmente, tanto através da recepção e da análise de informações, quanto de visitas “in loco” ao longo do ano deste ano.

O projeto é uma estratégia que busca apoiar iniciativas que viabilizem a implementação efetiva de modelos de remuneração inovadores, centrados na perspectiva da melhoria da qualidade do cuidado em saúde e da sustentabilidade no âmbito da saúde suplementar, contribuindo para que o setor supere os desafios para a aplicação de modelos alternativos ao Fee for Service.

A lista dos projetos selecionados já está disponível.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta