A cerimônia de abertura da Expo ABGR, evento que reúne gerentes de riscos, corretores de seguros, seguradores e resseguradores, contou com a participação da presidente da ABGR, Cristiane Alves; da superintendente da Susep, Solange Vieira; do diretor técnico e de estudos da CNseg, Alexandre Leal; do vice-presidente da Fenaber, Fred Knapp; e do presidente da FenSeg, Antonio Trindade. Na fala dos palestrantes, uma ideia foi recorrente: a necessidade de expandir a cultura da gestão de riscos no Brasil. “O mundo business não existe sem o mercado de seguros’’, resumiu Solange Vieira.

A superintendente da Susep também mencionou as medidas que foram aprovadas na segunda-feira, 11 de novembro, pelo Governo Federal, incluindo a extinção do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT), que ela afirmou que não funcionava de forma adequada, e a desregulamentação dos corretores: “Não faz sentindo o órgão regulador ficar regulando um mercado que pode se portar de maneira autorregulada”, opinou.

Gestão de Riscos e Sustentabilidade

Logo em seguida, a palestra “Gestão de riscos e sustentabilidade’’ reuniu o jornalista da TV Globo André Trigueiro e o CEO da AXA XL, Renato Rodrigues, com mediação da advogada ambientalista e doutora em Ciências dos Recursos Naturais pela Unicamp, Eliane Poveda. Trigueiro, especializado em cobertura ambiental, falou sobre mudanças nos ciclos da chuva e afirmou que “eventos extremos afetam visceralmente o Brasil”. O repórter alertou que vivemos “a maior crise ambiental da história da humanidade” e chamou atenção para a urgência da indústria de seguros assumir responsabilidade ética para reduzir riscos. Renato Rodrigues comentou sobre essa responsabilidade do investimento, contando que desde 2016 a AXA XL não investe em clientes da área de tabaco, armas e carvão.

Programação da tarde

PL de Barragens

Participaram do painel “Projeto de Lei (PL) de Barragens’’ o gerente de Gestão de Risco da Juruena Participações e Investimentos Alexandre Maver, o superintendente da HDI Global Marcio Guerrero e o consultor de engenharia Marcos Moura.

A mediação da mesa ficou por conta de Walter Polido, sócio da Polido e Carvalho Consultoria em Seguros e Resseguros. Marcos Moura frisou a importância de conhecer os riscos da barragem desde o início do projeto. Discutindo projetos como o PL 3561/2015, o 3563/2015 e o 2791/2019, Alexandre Maver apresentou a visão do empreendedor, afirmando que os PLs tratam as barragens equivocadamente de modo homogêneo e, assim como Guerrero, se posicionou contrário à obrigatoriedade do seguro.

Garantias Contratuais

Sob a mediação de Ida Patrícia de Sá, risk manager na Embraer, o painel “Garantias Contratuais” abordou, dentre outras questões, a evolução do seguro garantia nos últimos anos com a regulação por meio de novos normativos.

“A tendência é de crescimento. Mas, este seguro precisa se popularizar para ganhar robustez e atrair capital estrangeiro, por meio do resseguro”, disse Roque de Holanda Melo, vice-presidente da Junto Seguros. Peter de Souza, gerente de Seguros da Brookfield, comparou o seguro garantia à carta fiança, concluindo que o seguro é melhor. “Na obra de uma usina, por exemplo, somente o seguro garante a conclusão da obra”, disse. Luiz Alberto Pestana, diretor da Fator Seguradora, e Leandro Freitas, diretor de Linhas Financeiras na MDS Brasil, também participaram da palestra.

Strategic Risk Management

Riscos nas áreas política, ambiental, regulatória e de segurança digital foram abordados na palestra “Strategic Risk Management”. Participaram Alvaro Trilho, diretor de novos negócios da Willis Towers Watson; César Rienzo, superintendente de riscos e compliance da Sompo Seguros; Javier Mirabal, diretor executivo da Fundalarys; e Paulo Silveira, gerente de riscos da Pepsico do Brasil, com mediação de Jorge Luzzi, presidente do conselho de administração da ABGR.

A plenária também teve foco na evolução do processo de construção da análise de risco, inclusive com a apresentação de cases de sucesso, o papel do risk manager na evolução do planejamento estratégico de risco e o processo de certificação e atualização profissional.

Mercado Brasileiro e Gestão de Riscos

A plenária “Mercado Brasileiro e Gestão de Riscos”, que encerrou o primeiro dia do evento, reuniu grandes CEOs da área de seguros. Ariel Couto, do MDS Group; Edson Franco, da Zurich; Marcelo Homburger,da Aon Brasil; Renato Rodrigues, da AXA XL; e Alexandre Leal, diretor técnico e de estudos da CNseg, com mediação de Jorge Luzzi, presidente do conselho de administração da ABGR, apresentaram importantes insights dos principais temas que impactam o mercado atual e as perspectivas para o futuro.

Leia mais sobre: Veja quem estará na Expo ABGR

O encontro promoveu uma análise geral relacionada ao câmbio e tendências, e como afetará o mercado nos dois próximos anos. Na sequência, os especialistas também abordaram a melhoria dos processos de gestão de risco junto com o avanço do compliance nas empresas, capacidade do setor, novos riscos e coberturas, além de promover um debate sobre o uso da tecnologia e da inteligência artificial na busca por soluções que facilitem o desenvolvimento de melhores produtos para o consumidor.

G.R
Revista Apólice

Deixe uma resposta