A Liberty Seguros anunciou o início da nova etapa do seu projeto de inovação aberta, o Liberty Open Colab. O programa, criado em 2017 em parceria com o StartSe, tem como objetivo fomentar a inovação aberta por meio de um desafio para pequenas empresas e startups, no qual a vencedora pode se tornar parceira da companhia.

A iniciativa consiste na construção um protótipo que deve ser testado até março de 2020 e é composto por 5 fases: screening, avaliação, conexão, piloto e avaliação final. Neste primeiro momento, de screening, a seguradora busca startups que tenham soluções relacionadas a um dos cinco desafios propostos pela companhia e que estejam no estágio de MVP (Produto Mínimo Viável). Podem se inscrever também empresas cujo produto ou serviço já estejam operacionais no mercado.

Leia mais: Liberty Seguros apresenta Plano 2023 de sustentabilidade

Dentre as opções de desafios a serem cumpridos pelas participantes, há:

– Geração de ação preventiva e preditiva para redução de sinistros, que busca startups que aplicam Machine Learning e tecnologia de análise de dados para geração ações preventivas para redução do volume de sinistros;

– Tecnologia para automação de processos, que avalia o uso da tecnologia para redução de processos repetitivos e de custos operacionais;

– Redução de fraude, que procura por inovações que visam identificar e prever a ocorrência de fraudes em seguros;

– Produtos para não segurados, para soluções de produtos e serviços altamente relacionadas com seguros (auto, vida, residência) voltado para clientes que hoje não possuem interesse no seguro tradicional;

– Meios de Pagamento, que engloba soluções de meios de pagamento e carteira digital para compra e venda de serviços avulsos de forma digital.

O prazo para inscrição vai até dia 13 de dezembro e, para participar da ação, as organizações devem acessar a página oficial do programa.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta