Fabio Gastal, da Seguros Unimed

Seguros Unimed 30 anos – Atenta às necessidades de integração com um novo público consumidor, a Seguros Unimed implantou uma célula de inovação digital chamada Stormia. Ela é um conjunto de projetos que se materializam através de uma plataforma digital, cooperativa e colaborativa.
Fabio Leite Gastal, médico e superintendente de Informação, Inovação e Novos Negócios da Seguros Unimed, explica que o objetivo da iniciativa é reunir aplicações que invistam em saúde e bem estar dos usuários, sejam eles cooperados ou consumidores do Sistema. Ele aborda questões sobre cuidados pessoais, ações sociais, educacionais e comportamentais que influenciam no cotidiano. Lançada durante a 49a. Convenção Nacional Unimed, a iniciativa inclui também a corretora digital do Grupo, desenvolvida em parceria com a Unimed Participações.

SAIBA MAIS: Ideias inovadoras são reconhecidas no Prêmio Inova+Saúde

“A ideia é ter uma plataforma de produtos digitais que tornem acessíveis uma série de informações que estão fragmentadas no ambiente da internet”, analisa Gastal, acrescentando que a empresa irá incentivar o usuário a acessar os serviços, seja ele de orientação, cuidado com a saúde, administração de serviço etc.
O projeto foi desenvolvido com a tecnologia Unio, uma empresa de aplicações abertas, para que, através de API’s (Interface de Programação de Aplicações), consigam integrar novos produtos e serviços à plataforma, de maneira colaborativa.
Gastal reforça que a corretora digital, especificamente, é uma ferramenta de negócios, com a qual a Seguros Unimed deverá fazer ofertas adequadas ao perfil de cada cliente. “Vamos disponibilizar produtos que são caros aos brasileiros, como o odontológico, a previdência privada e outros módulos ligados à educação financeira, como o seguro de vid.
Nós queremos popularizar a lógica da construção de uma perspectiva de futuro. Os assalariados e pequenos empreendedores precisam se conscientizar da necessidade de construir reservas. Na presença de uma adversidade, as pessoas não estão preparadas para lidar com a situação”, pontua Gastal.
Em princípio, a corretora digital busca penetrar em um universo de 18 milhões de consumidores que já carregam consigo uma carteirinha da Unimed. 95% destes clientes são saudáveis, o que significa que o ponto de contato com ele é pequeno. Ao buscar novas formas de relacionamento, a companhia quer conhecer melhor este cliente e oferecer produtos mais adequados, mas, além disso, e em primeiro lugar, oferecer um serviço para que as pessoas tenham mais sustentabilidade também relacionada à sua saúde.

 

Kelly Lubiato, de Natal/RN
Revista Apólice

*Esta matéria faz parte do especial ‘Seguros Unimed 30 Anos’ , que será publicado ao longo desta semana, durante a 49a. Convenção Nacional Unimed

Deixe uma resposta