Já em sua nona edição, o Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar encerrou as inscrições com novo recorde de trabalhos inscritos.

Segundo José Cechin, superintendente executivo da instituição, o novo resultado positivo reforça a importância adquirida ao longo dos anos. “Ações como o Prêmio IESS são fundamentais para atrair estudiosos e promover o aperfeiçoamento do segmento de saúde suplementar e sua gestão”, comenta.

“Até hoje, entre as centenas de inscritos, a premiação já laureou cerca de 50 trabalhos que ajudaram a pautar mudanças importantes no setor, influenciando a tomada de decisão, a formatação de programas por parte das operadoras, o desenvolvimento da regulação ou mesmo a prática de profissionais da área”, complementa o executivo.

Promover a produção de conhecimento faz parte da missão do IESS e a iniciativa já se tornou a mais importante referência acadêmica, apresentando pesquisas sérias e com ideias disruptivas. A mais importante premiação de estudos acadêmicos em saúde suplementar irá conceder R$ 45 mil em prêmios para os seis melhores trabalhos de pós-graduação (especialização, MBA, mestrado ou doutorado) inscritos nas categorias Economia; Direito; e Promoção de Saúde e Qualidade de Vida e Gestão em Saúde.

Cechin afirma que em todas as edições, os trabalhos apresentados têm sido de excelente nível técnico. “Passados mais de 20 anos da Lei dos Planos de Saúde, a iniciativa busca dar visibilidade para trabalhos que analisem a saúde suplementar no País e apontem os próximos passos para garantir sua sustentabilidade no futuro. Trazemos acadêmicos para a pesquisa na saúde suplementar, fomentando a produção e garantindo o justo reconhecimento a esses estudiosos”, afirma. “Estamos muito orgulhosos com o recorde do número de inscritos”, conclui.

Leia mais sobre:  VIII Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar

Os dois melhores de cada categoria receberão prêmios de R$ 10 mil e R$ 5 mil, respectivamente, além de certificados, que serão entregues em cerimônia de premiação que acontece em dezembro na cidade de São Paulo. As pesquisas são entregues para os avaliadores sem identificação de seus autores, orientadores ou instituição de ensino para evitar conflitos de interesse e manter o foco na qualidade técnica do estudo desenvolvido.

Além do prêmio, a cerimônia de entrega também contará com espaço de exibição de pôsteres de trabalhos e um painel de debates sobre temas atuais na saúde suplementar.

G.R
Revista Apólice

Deixe uma resposta