EXCLUSIVO – Com o intuito de tirar dúvidas dos corretores e promover uma conversa com os presidentes das seguradoras, o Sincor-SP promoveu na terça-feira,17, o Fórum de Oportunidades, evento realizado na capital paulista.

Comandado por Braz Fernandes, vice-presidente da regional Centro de São Paulo, o painel de Oportunidades – Seguros de Benefícios contou com a presença de Eva Miguel, diretora Comercial da Porto Seguro; Emerson Bueno, diretor Regional da Zurich; Hamilton Torres, diretor Comercial da Mafpre; Euclides Naliato, diretor Comercial da HDI; Francisco Alvarez, diretor Regional da Liberty Seguros; e George Dutra, superintendente Comercial Regional da Tokio Marine.

Os investimentos das seguradoras em tecnologia, o distanciamento entre corretores e seguradores e qual o futuro do corretor foram temas das perguntas dos convidados. Naliato relata que a tecnologia deve ser uma aliada do corretor e não uma ameaça. “A ferramenta digital é uma forma de aproximação do corretor com o segurado e não um distanciamento. Nos acostumamos a vender aquilo que nós queremos, porém, percebemos que os clientes querem receber da nossa parte aquilo que eles podem pagar”, relatou.

Para Alvarez, os corretores são peças fundamentais para que o setor cresça cada vez mais. “O setor cresce acima da média da economia brasileira e isso acontece porque os corretores identificam as oportunidades. São os corretores que dizem para as seguradoras como se deve desenvolver determinado produto”, contou.

A mediação da última parte do evento ficou por conta de Alexandre Camillo, presidente da entidade, que conduziu o painel Papo com Presidentes, com presença dos convidados Luis Gutiérrez, da Mafpre; José Adalberto Ferrara, da Tokio Marine; Luciano Snel, da Icatu Seguros; e Edson Franco, da Zurich.

Camillo contou que o evento ajuda o corretor a pensar a transformação do mundo atual e de como as adversidades podem ser superadas. “O Fórum nos ajuda a refletir sobre o que é possível fazer hoje. A melhor visão do futuro é o que você faz no presente, não podemos deixar de atuar agora”, ressaltou.

Ferrara alegou que os corretores têm uma oportunidade de empreender e de se renovar e entender a tecnologia como uma aliada. “Vocês podem se transformar em grandes empreendedores da indústria de corretagem. O mercado de seguros precisa da capilarização e, vocês, têm o domínio da entrega”, alegou.

Por sua vez, Franco analisou que o mercado de seguros acompanha a tendência global da tecnologia. “É o momento de se preparar para mudanças. A intermediação não vai acabar por conta dessa ou daquela tecnologia, só não vai ser do modo que é hoje”, comentou.

Leia mais sobre: Sincor-SP fecha parceria com Conhecer Seguros e apresenta novidades

Para Eduardo Minc, diretor regional do Sincor-SP em Osasco, o corretor não deve se preocupar com a tecnologia, mas entender que existe uma oportunidade de trabalhar sua carteira e aumentar o potencial de vendas. “A tecnologia só vem contribuir com o nosso trabalho. As mídias contribuem com o processo de divulgação dos produtos, o que desperta a curiosidade do segurado, ou seja, os clientes não possuem o manejo de como ter aquele produto, logo, o corretor serve como uma ponte para ligar o consumidor as suas aspirações”, argumentou.

O evento, que acontece a cada dois anos e faz parte das comemorações de aniversário do Sindicato, que completou 85 anos na segunda-feira, 16 de setembro.

Gabriel Rocha 
Revista Apólice

Deixe uma resposta