ATUALIZADO DIA 02/10 ÀS 09:26

Os brasileiros estão mais precavidos em relação à preocupação com a vida. Uma pesquisa do Ibope encomendada pela Prudential do Brasil relevou que cerca de 20% da população no país pretende adquirir um seguro de vida no próximo ano, seja ele individual ou em grupo. Por isso as seguradoras vêm, cada vez mais, buscando alternativas para facilitar e desburocratizar novos processos.

Com ferramentas que simplificam o dia a dia tanto de corretores como também dos clientes, a Centauro-ON desenvolveu um novo modelo digital para contratação de seguros. Destinado a corretores, o app Acesso Corretor 2.0 dispensa a necessidade do uso de papel, uma vez que todo o processo é feito por meio de assinatura eletrônica e inteligência artificial.

Leia mais: Centauro-ON apresenta novidades durante evento em Curitiba

“Assim, procedimentos como envio dos estudos aos clientes, emissão das propostas, gestão dos inadimplentes, extrato de comissão, além do acompanhamento do início ao fim, são feitos virtualmente. Uma vez que os processos ficam mais simples, o corretor pode focar sua atenção totalmente no atendimento ao cliente”, afirma Regina Hoinatski, gerente sênior de produtos da empresa.

A nova plataforma abrange todos os seguros individuais, com variedade de opções para o cliente e valores mais flexíveis, que vão de R$ 50 mil a R$ 5 milhões. O consumidor pode escolher entre os produtos Vida Temporário, Vida Inteira, Dotal Misto e o Vida Individual, com destaque para as coberturas de doenças graves e risco cirúrgico, nas quais o cliente recebe a indenização em dinheiro para ajudar nos custos com a cirurgia ou usufruí-lo da maneira desejada.

Tendência no mercado, a plataforma é igualmente pensada para o público jovem. Com fácil acessibilidade, o sistema se torna ainda mais atrativo para quem está constantemente conectado. “Muitas vezes seguro não é algo que passe pela cabeça dos mais jovens, mas há coberturas que eles podem usar ainda em vida, como a para invalidez por acidentes ou doenças. Isso, aliado à facilidade em realização dos processos, contribui para uma maior adesão”, explica a executiva.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta