Os seguros, em geral, sempre foram produtos bem avaliados pelos consumidores. Mas com a entrada de novos players no mercado, as insurtechs, essa avaliação melhorou, principalmente em valor percebido (custo-benefício).

Essas revelações constam do novo Estudo CVA Solutions Seguros, que inclui previdência privada, seguro auto, seguro residencial, seguro de vida e seguro saúde.

A pesquisa foi realizada em julho de 2019, com 6.150 pessoas de todo o Brasil, que possuem conta corrente em banco. Dentro desse universo, 21% (1.123) possuem previdência privada; 41,8% (2.386) têm seguro de automóvel; 22,3% (1.196) têm seguro residencial; 33,8% (1.762) fizeram seguro de vida; e 49,8% (3.062) contam com seguro ou plano de saúde.

“As insurtechs chegaram e estão tornando esse mercado mais competitivo em preços, em atendimento multicanal e em agilidade. O consumidor é mais leal aos corretores de seguros do que às agências bancárias e, portanto, as fintechs de cartões de crédito e conta corrente estão se desenvolvendo mais rapidamente que as de seguros”, explica Sandro Cimatti, sócio-diretor da CVA.

Ainda na opinião de Cimatti, a indústria de seguros passará por grandes mudanças com a tendência crescente do compartilhamento de bens (automóveis, residências), que demandará apólices de bens por períodos curtos. “A inteligência artificial e os carros autônomos também afetarão este mercado. Novas tecnologias já estão atingindo o mercado de saúde”, ressalta.

Leia mais: Atuação de insurtechs está concentrada em distribuição e eficiência

Previdência privada

Previdência Privada vem se tornando mais popular e está crescendo, pois ajuda o consumidor a ter disciplina de poupar e ainda tem menos impostos. Sua nota, que se baseia no custo-benefício percebido pelos consumidores entre os 50 setores da economia pesquisados pela empresa, é boa: 8,13 em uma escala de 1 a 10.

Em força da marca (percepção de clientes e não clientes) o Bradesco é líder, com 9,6%, seguido pela Caixa. Já em valor percebido (custo-benefício dos clientes), a XP Investimentos é líder, seguida pela Mongeral Aegon. Outra surpresa, o Banco Inter é líder em recomendação líquida (NRS) com índice de 53,5%.

“Com o crescimento de novos players como XP Investimentos e o Banco Inter, esse mercado tende a crescer e a melhorar seus benefícios aos clientes”, observa Cimatti.

Seguro auto

Os seguros de automóveis são considerados um mal necessário, ou seja, a pessoa paga para não usar. Quando é oferecido um serviço extra (como chaveiro, encanador, técnico para computador etc.), o cliente percebe valor no produto.

A nota de valor percebido do segmento é muito boa: 8,24, em uma escala de 1 a 10. A Porto Seguro é líder em força da marca e o Santander lidera em valor percebido. Em recomendação líquida, a Youse é melhor.

Seguro residencial

É um segmento que também tem uma boa nota de valor percebido: 8,20. A Porto também é líder em força da marca e em valor percebido. No entanto, em força da marca a companhia sofreu uma boa queda desde 2015, já que Caixa e Bradesco ganharam terreno. Em recomendação líquida (NRS) destacam-se Porto Seguro, Itaú, HDI e Bradesco.

Seguro de vida

Segmento com boa nota de valor percebido, 8,20, o segmento é dominado pelo Bradesco em força da marca. Em recomendação líquida (NRS) a líder é a Mapfre. Já o melhor valor percebido é da SulAmérica, seguido pela Porto Seguro e Prudential.

Seguro e planos de saúde

Segmento mal avaliado pelos consumidores, os seguros e planos de saúde têm nota ruim: 6,93, classificado na penúltima posição entre os 50 segmentos da economia pesquisados pela empresa. Neste mercado, a força da marca, o bom atendimento e os programas de prevenção e atenção primária são importantes.

Das 3.062 pessoas que responderam ter o produto, 27,3% são da Unimed. Já a maior força da marca é da Bradesco Saúde, seguida pela Unimed e pela SulAmérica. Em valor percebido, a liderança é da Mapfre, seguido pela Allianz, Cassi e Prevent Senior.

Segundo Cimatti, no mercado em geral, Porto Seguro, Bradesco e SulAmérica têm a maior força da marca e portfólio mais completo. Entre os bancos, o Bradesco é o mais forte em seguros. “Apesar da predisposição positiva do consumidor para a tecnologia, as seguradoras tradicionais vêm conseguindo competir bem em valor percebido com as novas insurtechs”, avalia.

RANKINGS SEGUROS

Previdência privada

Valor Percebido (custo-benefício percebido): 1º XP Investimentos; 2° Mongeral Aegon; 3º Porto Seguro; 4º Santander; 5º Banco Inter; 6º Itaú; 7º Bradesco; 8º Caixa; 9º BrasilPrev/BB; 10º Icatu.

Força da Marca (% da Melhor Banco – % Pior Banco): 1º Bradesco; 2º Caixa, 3º Itaú; 4º BrasilPrev/BB; 5º XP Investimentos; 6º Banco Inter; 7º Icatu; 8º Porto Seguro; 9º SulAmérica; 10º Mongeral Aegon.

Seguro auto

Valor Percebido (custo-benefício percebido): 1º Santander Auto, 2º Youse, 3º Bradesco; 4º Porto Seguro, 5º Sompo, 6º Zurich; 7º Caixa; 8º Azul; 9º BB Seguro Auto; 10º HDI; 11º Mapfre; 12º Allianz; 13º Tokio Marine; 14º Itaú; 15º Liberty; 16º SulAmérica.

Força da Marca (% da Melhor – % Pior): 1º Porto Seguro; 2° Allianz; 3º SulAmérica; 4º Azul; 5º Mapfre; 6º Bradesco; 7º HDI; 8º Liberty; 9º BB Seguro Auto; 10º Tokio Marine; 11º Youse; 12º Itaú; 13º Zurich; 14º Caixa; 15º Generali; 16º Aliro.

Seguro residencial

Valor Percebido (custo-benefício percebido): 1º Porto Seguro; 2º Santander; 3º Itaú; 4º HDI; 5º Bradesco; 6º Liberty; 7º BB Seguros/Aliança do Brasil; 8º SulAmérica ;9º Mapfre; 10º Allianz; 11º Caixa.

Força da Marca (% da Melhor – % Pior): 1º Porto Seguro; 2º Caixa; 3º Bradesco; 4º Allianz; 5º Itaú; 6º BB Seguros/Aliança do Brasil; 7º Mapfre; 8º SulAmérica; 9º Zurich; 10º Sompo; 11º Santander.

Seguro de vida

Valor Percebido (custo-benefício percebido): 1º SulAmérica, 2º Porto Seguro, 3º Prudential, 4º Unimed, 5º Mapfre, 6º Santander, 7º Bradesco, 8º Itaú, 9º Liberty, 10º Zurich, 11º BB Seguros/Aliança do Brasil, 12º Metlife, 13º Icatu, 14º Caixa.

Força da Marca (% da Melhor – % Pior): 1º Bradesco, 2º Porto Seguro, 3º Itaú, 4º BB Seguros/Aliança do Brasil, 5º Caixa, 6º Santander, 7º SulAmérica, 8º Mapfre, 9º Liberty, 10º Metlife, 11º Icatu, 12º Unimed, 13º Prudential, 14º Zurich.

Seguro e plano de saúde

Valor Percebido (custo-benefício percebido): 1º Mapfre, 2º Allianz, 3º Cassi, 4º Prevent Senior, 5º Bradesco Saúde, 6º Hapvida Saúde, 7º Mediservice, 8º Porto Seguro, 9º Assim, 10º São Francisco, 11º Amil, 12º SulAmérica, 13º Unimed, 14º Greenline, 15º Notredame Intermédica.

Força da Marca (% da Melhor – % Pior): 1º Bradesco Saúde, 2º Unimed, 3º SulAmérica, 4º Amil, 5º Porto Seguro, 6º Omint, 7º Allianz, 8º OneHealth, 9º Golden Cross, 10º Cassi, 11º Mediservice, 12º Prevent Senior, 13º Mapfre, 14º São Francisco, 15º Greenline.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta