Depois de se unir à empresa de recompensas Livelo e oferecer benefícios na contratação do seguro viagem, a Ciclic lança uma promoção válida até domingo (29). A campanha Pontos Turbinados está disponível para todos os planos, independente do destino. A contratação deve ser feita pelo site da insurtech.

Ao gastar R$1, o cliente ganha 8 pontos Livelo; se o usuário pertencer ao “Clube Livelo”, soma mais 2 pontos a este total, se pagar com o cartão Elo, terá mais 2 pontos, chegando ao valor máximo de 12 pontos por real. O total representa quase 50 vezes mais do que um cliente ganha nas compras através do cartão de crédito – 1 ponto por dólar.

“Dar a possibilidade de acumular pontos a partir da contratação do seguro viagem ajuda na hora da decisão final sobre contratá-lo. Acumulando pontos Livelo, o cliente enxerga valor no produto, independente da viagem que escolher”, destaca Marcelino Cruz, diretor de Relações Comerciais e Trade Marketing da companhia.

Raphael Swierczynski, CEO da insurtech, explica que a iniciativa gera impacto positivo no mercado de seguros e ajuda a criar ainda mais valor na contratação da apólice. “Buscamos parceiros que nos ajudem a entregar o melhor produto de proteção aos nossos clientes e acreditamos que a Livelo vem pra somar”, completa o executivo.

Leia mais sobre: Livelo e Ciclic firmam parceria na contratação de seguro viagem

De acordo com FenaPrevi, houve um crescimento de 19,2% na contratação de seguros viagem nos primeiros meses do ano em relação ao mesmo período de 2018. Entre os benefícios do plano de seguro viagem da campanha estão despesas médicas e hospitalares; extravio de bagagem, morte acidental, traslado médico, entre outros.

Swierczynski ressalta que qualquer país pode solicitar que o viajante tenha o seguro para seguir viagem e está a critério das autoridades fronteiriças o cumprimento destas formalidades. Porém, por lei, apenas na Europa, nos países adeptos do tratado de Schengen, o seguro viagem é obrigatório, com cobertura mínima de € 30.000. Também é exigida a proteção em Cuba ($ 10.000) e na Venezuela ($ 40.000).

G.R
Revista Apólice

Deixe uma resposta