De olho no início das desativações de plataformas offshore no País, o IRB Brasil RE e a Austral Seguradora, em parceria com a inglesa Hiscox, lançam o seguro de descomissionamento, que visa cobrir riscos de responsabilidade civil e danos físicos durante todas as etapas do processo de remoção desses ativos. Ou seja, da desmontagem dos módulos ainda no mar à descarga final em estaleiros.

A remoção de instalações offshore — ou descomissionamento, como é chamado tecnicamente o processo — ocorre quando a vida útil do campo está chegando ao fim e é uma novidade para a indústria de óleo e gás no Brasil. A Agência Nacional de Petróleo (ANP) acaba de autorizar o processo em seis plataformas e analisa outros cinco pedidos. Desenvolvido para suprir as necessidades específicas da cadeia brasileira, o seguro, que já existe no exterior, tem o valor de cobertura para riscos de responsabilidade civil e danos físicos customizado de acordo com o tamanho e a necessidade dos projetos de descomissionamento.

Para as empresas, o potencial de comercialização do produto, que foi protocolado no dia 16/08 na Susep, é grande. Atualmente, de acordo com dados a ANP, o Brasil tem 66 instalações offshore com mais de 25 anos de operação e que estão em vias de serem desativadas. Outras 23 plataformas têm entre 15 e 25 anos de operação, o que reforça a necessidade do produto.

Leia mais: Agência de riscos eleva rating do IRB Brasil RE

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta