A Sompo,como parte de sua política de incentivo às causas sociais e ambientais, lançou a série Anônimos do Bem. Por meio de postagens quinzenais no Instagram, a seguradora apresenta pessoas que, mesmo sem grandes holofotes, desenvolvem atividades voltadas à cidadania, educação e meio ambiente para contribuir com uma sociedade mais justa, consciente e igualitária. “Mahatma Gandhi, uma vez disse ‘seja a mudança que você quer ver no mundo’. Esse pensamento encontra voz em pessoas que se empenham em ter uma atitude propositiva em relação à vida e à sociedade.

Ao trazer à luz essas histórias, a empresa busca empoderar as pessoas que, com o seu exemplo, contribuem para que a população tenha mais qualidade de vida”, destaca Andre Gouw, gerente de Comunicação e Marketing da Sompo.

Desenvolvida em parceria com a agência REF+, a série Anônimos do Bem conta com histórias de seis pessoas engajadas em causas relacionadas à sustentabilidade, educação e conscientização ambiental, consumo consciente, entre outros. Iniciadas em maio, quinzenalmente, novos exemplos de cidadania e preocupação com a coletividade são compartilhados no Instagram da empresa (@sompo.seguros).

Roger Peek

Já estão disponíveis histórias como a de Roger Peek, advogado de 44 anos que, após visitar ilhas e praias ao redor do mundo poluídas com lixo (sobretudo plástico) durante seu Mestrado em Sustentabilidade em 2012, passou a fazer coleta voluntária de materiais recicláveis que encontram destinação na Molécoola.

A bióloga Larissa Sanches, que é produtora de cosméticos naturais e educadora ambiental com foco em plantio agroecológico e criação de produtos não poluentes. Larissa já atuou em diversos projetos sociais nos quais ensina pessoas a produzir cosméticos não tóxicos, que não agridem as águas e o meio ambiente; que podem se tornar uma fonte de renda sem agredir aos oceanos.

Sonia Regina de Aquino Rocha, Roger Peek, Larissa Sanches,

Outro exemplo é o de Katharine Esteves Rodrigues, 27 anos, que venceu uma conturbação alimentar para se tornar culinarista sustentável e consultora de eventos voltados à conscientização alimentar. Atualmente ela se vale da culinária e da comunicação (sua área de formação acadêmica) para trabalhar com a educação sob a perspectiva de um novo olhar sobre o alimento e sobre como se aproximar da cozinha de uma forma prática, prazerosa e saudável.

Sônia Regina de Aquino Rocha, de 54 anos, desenvolve uma ação de educação ambiental com outros voluntários junto a alunos das comunidades indígenas da etnia Guarani, moradores das aldeias vizinhas ao Parque Estadual do Jaraguá, na zona norte da capital paulista. O trabalho desenvolvido aborda plantios de horta, plantas medicinais, Plantas Alimentícias Não-Convencionais (PANCs), como fazer mudas etc, sempre com respeito à forma tradicional de plantio na cultura indígena.

Leia mais sobre: Sompo apresenta na Reatech seguro inédito no Brasil

Nas próximas semanas, serão conhecidas as histórias de outros agentes de mudança. “A seguradora sempre defendeu causas e deu voz a pessoas que fazem a diferença por meio de suas atitudes. Em 2019 intensificamos nossas ações de responsabilidade social, por meio de causas que estão alinhadas com nossos principais pilares de atuação, que são Direitos Humanos e Meio Ambiente. Ao trazer a público o exemplo das pessoas retratadas na campanha Anônimos do Bem, trazemos a reflexão sobre o quando cada um pode contribuir individualmente com um mundo melhor”, observa Celso Ricardo Mendes, diretor Administrativo da companhia.

G.R
Revista Apólice

Deixe uma resposta