(FOTO: Divulgação) CVG-SP

No dia 12 de julho, no Terraço Itália, o CVG-SP realizou uma comemoração especial dos seus 38 anos de existência completados em maio, homenageando fundadores, ex-presidentes e colaboradores. Parte do evento foi reservada às boas-vindas a oito empresas novas associadas. O presidente da entidade, Silas Kasahaya, que se associou em 1987, destacou a importância da ocasião. “É uma data especial, são 38 anos dedicados ao desenvolvimento de todos os temas ligados ao seguro de pessoas”, afirmou.

Kasahaya forneceu números que revelam a intensa atividade da entidade. Segundo ele, apenas nos últimos cinco anos, foram realizados mais de 40 eventos, com a participação de mais de 5 mil pessoas, considerando seminários, almoços e cursos. Sobre os cursos, o presidente fez questão de registrar que nos primeiros anos do Clube todos os instrutores, incluindo ele próprio, eram voluntários. “Os cursos começaram lá atrás com o empenho de professores e colaboradores, sem qualquer remuneração”, disse.

Coube aos fundadores e ex-presidentes o testemunho sobre os primeiros passos da entidade. Paulo Meinberg, fundador e presidente por seis gestões, entre 1988 e 2006, lembrou das dificuldades iniciais e reconheceu a  contribuição de alguns colaboradores. Ele destacou, especialmente, três: o advogado Ayrton Pimentel, que estava presente no evento, o médico Marco Antonio Gazel e o atuário Gerhardt. “Estes só não foram associados porque na época o estatuto não permitia a adesão de profissionais sem vínculo com seguradoras”, afirmou.

Leia mais: CVG-SP debate o crescimento do mercado marginal no seguro de vida

Elias José Cattach, fundador e presidente por duas gestões, entre 1983 e 1985, lembrou que na primeira diretoria, na qual ocupou o cargo de tesoureiro, o maior obstáculo era a falta recursos. “Tínhamos de vender o almoço para comprar o jantar”, brincou. Cattach citou os nomes de alguns dirigentes, incluindo os que já faleceram, destacando o trabalho de todos. “Meus parabéns a todos os presidentes que me sucederam, porque cada um ajudou a colocar um tijolo a mais no alicerce da instituição. Construímos o CVG-SP e espero que seja eterno”, frisou.

Oldemar de Souza Fernandes, fundador e presidente na gestão 1987/1988, comentou a responsabilidade dos dirigentes de manterem a entidade em ascensão, sobretudo na primeira década. “Plantar a semente é muito nobre, mas também é preciso fazê-la crescer. Por isso, todos que sucederam os fundadores devem se sentir homenageados”, disse. Ele também se recordou do idealismo que permeou a fundação do Clube e que, a seu ver, permanece. “Pessoas idealistas lutam por algo melhor. Sinto muito orgulho de fazer parte dessa história e agradeço a todos os que me sucederam”, contou.

Dilmo Bantim Moreira, atual presidente do Conselho Consultivo e presidente por duas gestões, entre 2013 e 2016, destacou o papel do Clube de formador profissional, lembrando do empenho dos instrutores no passado. “Não havia computadores e éramos obrigados a pedir para as empresas em que trabalhávamos para imprimir as apostilas dos cursos. Hoje, é difícil encontrar no mercado quem não tenha frequentado um curso do CVG-SP. Sinto orgulho em fazer parte dessa história”, ressaltou.

Um dos convidados, o advogado Antonio Penteado Mendonça, elogiou a entidade por seus propósitos e atuação destacada dentre as organizações do setor. Ele aproveitou para estender o elogio à gestora Lucia Gomes por seu trabalho nos últimos 18 anos. “O Clube conseguiu se reinventar e adquirir musculatura para ocupar um espaço extremamente importante no sistema de seguros. Nos próximos anos, haverá uma explosão na demanda de seguro de pessoas e a organização terá um protagonismo importante”, garantiu.

Além de um brinde personalizado, a entidade comoveu os homenageados ao exibir no telão fotos de sua trajetória. Ao se reconhecerem nas fotos antigas, ainda jovens, muitos manifestaram a emoção de terem contribuído para a consolidação do Clube. Oldemar Fernandes se recordou do apoio essencial de Roberto Luz, então secretário do Sindseg-SP, logo nos primeiros anos de atividade da entidade. O presidente Kasahya fez questão de registrar que a organização continua contando com o apoio do sindicato, tanto que ocupa uma sala em suas dependências.

Dentre os homenageados, também marcaram presença no evento: os fundadores Darci Rodrigues Porto, José Luiz Macéa, José do Carmo Balbino da Silva, Norberto Ferreira Aranha Neto, Pedro Raimundo Rodrigues Bacelar, Carlos Albino Vidal de Oliveira e Silvio Nececkaite Sant’Anna, além do atual conselheiro Ronaldo Megda Ferreira, presidente nas gestões 1999/2000 e 2000/2001.

Novas associadas

Durante o almoço, o CVG-SP deu as boas-vindas a oito empresas associadas: Alper Seguros, CRD Seguros, Campos e Associados, Previsul Seguradora, Primo Seguros, Selletiva Assessoria em Seguros, 77Seg e TGL Consultoria em Seguros.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta