A Sompo Seguros estabeleceu uma ação de contingenciamento para atender às ocorrências relacionadas aos sinistros que venham a ser registrados por conta das fortes chuvas, rajadas de ventos, alagamentos e quedas de árvores que aconteceram em Curitiba na madrugada e manhã desta quinta-feira, dia 30.

“Nossa equipe da área de sinistros já conta com um plano de contingência para que possamos trabalhar com prioridade máxima ao atendimento nesses casos. A ideia é agilizar o processo de indenização e contribuir para que a situação dos segurados volte à normalidade o mais rápido possível”, considera Andreia Paterniani, diretora da área de Sinistros da corporação.

Segundo informações da Prefeitura de Curitiba (PR), a cidade foi atingida por fortes chuvas e rajadas de vento que chegaram a 80,6 km/h. Desde a madrugada até a manhã de quinta-feira, dia 30, foram registrados 21,6 milímetros de chuva. Em algumas regiões também foram registradas chuvas de granizo. Até às 14h00 do dia 30, a Central 156 do município recebeu 118 pedidos de retirada de galhos de árvore caídos pela cidade em bairros como Uberaba, Jardim das Américas, Santa Quitéria, Mercês, Hauer, Água Verde, Bogorrilho, Cajuru e Boa Vista. A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil do município recebeu 150 pedidos de lona por conta de destelhamento de casas em bairros como Cajuru, Boqueirão, Boa Vista e Portão.

Leia mais sobre: Sompo Seguros atende segurados atingidos pelas chuvas no Rio

“Ainda é cedo para avaliar, mas já acionamos nosso plano de contingência para que os circunstanciais efeitos desse evento sejam tratados da forma mais célere possível. Alguns especialistas da nossa equipe foram deslocados para a região a fim de dedicar esforços exclusivos ao atendimento dos locais atingidos, com o propósito de prestar o mais rápido e efetivo atendimento aos nossos segurados e imediata indenização, que no mercado de Seguros é conhecido como ‘liquidação de sinistro’”, finaliza Alexsandro Nascimento Silva, gerente de Sinistros Massificados da empresa.

G.R
Revista Apólice

Deixe uma resposta