A Telemedicina será analisada em detalhes por José Luiz Toro da Silva, advogado e fundador do Instituto Brasileiro de Direito da Saúde Suplementar; Jefferson Fernandes, CEO da Specis Health Consulting Firm; e Antonio Carlos Endrigo,diretor de tecnologia da Associação Paulista de Medicina. Com moderação de Florentino Cardoso, ex-presidente da AMB e diretor executivo médico do Hospital Care, o encontro acontece dia 11 de junho, 14h, integrando a programação do V Fórum Internacional ASAP, no WTC São Paulo.

A Aliança para a Saúde Populacional – ASAP é uma entidade sem fins econômicos que tem como meta estimular e promover ações de Gestão de Saúde Populacional (GSP). A proposta da ASAP é contribuir para a readequação do atual modelo, centrado na doença e nos prestadores de serviços, para um modelo com ênfase na promoção da saúde e da qualidade de vida com um acompanhamento direto e constante aos portadores de doenças crônicas, envolvendo tecnologia e engajamento nos programas de GSP.

Para José Luiz Toro, a telemedicina irá aumentar o acesso da população de locais distantes à medicina de qualidade, bem como fará com que, para determinadas patologias ou tratamentos, os pacientes possam acessar seus médicos a distância, aumentando, inclusive, a possibilidade de acompanhamento. “Urge que o Conselho Federal de Medicina regulamente esse tipo de atendimento, trazendo maior segurança jurídica para os médicos e os pacientes. A telemedicina já é uma realidade em diversos países, deve seguir o Código de Ética Médica e proporcionar um atendimento de qualidade”.

Veja a programação completa aqui

G.R
Revista Apólice

Deixe uma resposta