A Minuto Seguros acaba de realizar um estudo com base na lista divulgada pela Fenabrave com os carros mais vendidos no Brasil em maio. O Onix, da Chevrolet, teve o seu melhor mês de vendas em 2019: 22.279 unidades. O HB20 comercializou 10.111 unidades, cerca de 2% a menos que o mês de abril. É a primeira queda de vendas do hatch da Hyundai, que apresentava crescimento desde janeiro. O KA, terceiro carro mais vendido do mês e do ano, manteve-se com crescimento nas vendas: saiu
de 8.772 em abril e foi para 9.484 em maio, o que representa 8% de subida. Por mais um mês, as vendas do HB20 e KA não superaram a totalidade de vendas do Onix: 22.279 contra 19.595 dos dois modelos.

Em maio, o preço médio do seguro do Onix, entre as cinco capitais cotadas, foi de R$1.734 para o público masculino. A queda, em comparação ao mês de março, é de cerca de 9,7%, quando o valor estava R$1.922. A diminuição nos índices de roubos e furtos pelo Brasil, segundo as seguradoras, é um indicativo da queda de preço médio. O valor mais alto para o Onix, para o perfil masculino, ainda fica no Rio de Janeiro, com R$2.158.

Leia mais: As diferenças entre o seguro auto e a proteção veicular

Sobre o perfil feminino para o seguro do Onix, o preço médio nas cinco capitais é de R$1.595. A diferença de valores, em comparação ao mês passado, é pouca, apenas R$18 mais caro. Na comparação com os homens, as mulheres ainda permanecem pagando menos no valor do seguro do Onix. O valor para elas é, em média, R$139 mais barato do que para eles. O Onix, em 2019, quase atingiu as 100 mil vendas em menos de cinco meses: já foram 97.501 até maio. Em 2018,
nos quatro primeiros meses do ano, o hatch da Chevrolet havia vendido 73.403 unidades. O crescimento nas vendas do veículo, ano versus ano, é de 32,8%. Para efeito de comparação, o carro  só foi ter mais de 100 mil unidades vendidas em 2018 no mês de julho.

Corolla volta a figurar na lista após sete meses de ausência

No mês de maio, a surpresa da lista ficou com o Corolla, que desde de setembro do ano passado não estava na lista dos carros mais vendidos do Brasil. O sedan ocupou a 10ª posição, com 5.182 vendas. Em comparação com o mês anterior, quando esteve na 12ª colocação com 4.667 carros comercializados, as vendas do veículo subiram 11%. Com relação ao preço do seguro, o carro ficou com a maior média, tanto para os homens, quanto para as mulheres. Os valores foram R$3.153 e R$2.873, respectivamente.

O Kwid, da Renault, parece consolidar-se entre as preferências nacionais e teve mais um ótimo mês de vendas. Por 823 unidades não passou o Ford KA e entrou no TOP3 dos mais vendidos do mês. O mini SUV ficou na quarta posição com a venda de 8.661 unidades, 18% acima de abril. Outro ponto positivo para o Kwid foi em relação ao preço médio do seguro, que ficou em R$1.808 nas cinco capitais cotadas. O público feminino teve uma média de valor mais baixa, de R$1.649.

O HB20 está com 2.599 comercializações de vantagem para o Ford KA até o quinto mês do ano. A disputa acirrada pelo posto de segundo carro mais vendido do Brasil parece que vai ser apertada até o final do ano. Os valores do seguro para o HB20 continuam apresentando queda, como outros modelos, por conta da diminuição de roubos e furtos, segundo as seguradoras. Se em abril o valor médio para assegurar o carro era de R$2.505, em maio, foi para R$2.096. Para as mulheres, houve aumento no preço do seguro do HB20: cerca de 6%. Em abril o preço médio era de R$1.832 e, em maio, foi para R$1.940. Após a queda no mês de abril, onde a maioria dos modelos apresentavam essa tendência, o valor médio do seguro do carro voltou a crescer, retomando a tendência no começo do ano.

O Ford KA, terceiro carro mais vendido do Brasil, comercializou 9.484 carros no mês de maio. É um crescimento de 8% em relação ao último mês. O preço médio do seguro do KA para os homens foi de R$1.826, praticamente o mesmo valor do último mês, quando estava mais barato. Já para as mulheres, o valor médio foi de R$1.602, R$100 mais caro do que no último mês, um aumento de 6,6%. Após uma sequência de quatro meses, o preço do seguro médio do veículo não foi o mais barato entre os três
modelos mais vendidos do Brasil. Quem ocupou o posto dessa vez foi o Onix: para mulheres, o valor foi de R$1.595 e para homens, de R$1.734. O carro caiu para a segunda posição com melhores preços médios de seguro entre os três modelos mais vendidos.

Análise do preço do seguro dos mais vendidos

A somatória dos 10 carros mais vendidos do Brasil continua crescendo mês após mês: em janeiro foram 70.889, em fevereiro 71.694. Em março, o número bateu 76.039 unidades, em abril foram 83.238 e, agora em maio, 89.095. Em comparação com janeiro, por exemplo, a venda dos dez modelos mais comercializados do Brasil cresceu 25%. O preço do seguro médio desses 10 veículos ficou no valor de R$2.209 para os homens e de R$1.984 para as mulheres. Para ambos os sexos houve aumento nos valores, 13% para as mulheres e 2,5% para os homens. O aumento no valor médio dos carros mais vendidos se dá, principalmente, pela entrada do Corolla na lista, que historicamente tem um preço de seguro mais caro.

O preço médio do seguro mais barato entre os modelos mais vendidos do Brasil para o público masculino agora foi do Onix, com um valor de R$1.734. Para as mulheres, o modelo com seguro médio mais barato também foi o Onix, só que com R$1.595.

Para realizar o estudo, a Minuto Seguros considerou como perfil um condutor homem e uma condutora mulher, de 35 anos, ambos casados. Foram avaliados os preços dos seguros em cinco capitais (São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Florianópolis e Goiânia).

Quem paga menos pelo seguro?

Dentro destes perfis mencionados, o preço do seguro para o Kwid é o que apresenta a menor diferença entre as capitais cotadas para homens. O valor mais alto está no Rio de Janeiro com R$2.177 e o menor em Florianópolis, por R$1.520, uma distância de R$657. No contraponto de diferença de valores, ainda citando o público masculino, o Renegade é que o que tem a maior diferença entre estados: R$2.056. A mais alta em Goiânia, R$4.161, e a menor em Florianópolis, com R$2.105. Para os homens, Florianópolis foi a cidade com seguro mais barato para dez dos dez veículos. Nos seguros com valores mais altos, o Rio de Janeiro é a cidade que detém os maiores preços: oito dos dez modelos. O preço médio do seguro para homens, em Florianópolis, cidade com menor custo, para os 10 carros mais vendidos é de R$1.658. Já no Rio de Janeiro, o preço médio foi de R$2.775.

Agora, falando no perfil feminino, o Polo foi o que apresentou a menor diferença entre as capitais cotadas, com uma diferença de R$607, do valor mais alto, que está no Rio de Janeiro, com R$2.108, para o mais baixo, que está em Florianópolis, com R$1.501. Falando agora sobre a distância de valores mais alta, o Renegade ficou com a maior: R$2.014. A maior no Rio de Janeiro, com R$3.830 e a menor, também em Florianópolis, com R$1.816. No âmbito do público feminino, Florianópolis foi a cidade com o seguro mais barato para todos os modelos. Já os valores maiores estão concentrados no Rio de Janeiro, também, com todos os carros por lá. O preço médio do seguro em Florianópolis, para as mulheres, ficou com R$1.479 e no Rio de Janeiro, R$2.573.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta