A comemoração dos 20 anos da Ituran Brasil no Centro de Eventos – Fecomércio (São Paulo), reuniu nomes do mercado de seguros, além de clientes B2B e parceiros. A companhia compartilhou mais do que sua trajetória no País e índices de recuperação: aproveitou o momento para apresentar aos presentes novidades de produtos e serviços que irão auxiliar cada vez mais na recuperação veicular.

Amit Louzon, CEO da Ituran Brasil, destacou que o uso da inovação tecnológica, como o Big Data (análise e a interpretação de grandes volumes de dados de grande), muda o conceito do negócio e a relação com o público. “A tecnologia permitirá definir, semana após semana, a utilização real do veículo coberto pela apólice de seguros. Essa mudança reduzirá os custos para os consumidores, além de proporcionar auxílio em casos de emergência. Se o proprietário mora em uma região com maior incidência de roubo e furto, mas o uso do carro é restrito a horários com baixo registro de crimes, o custo do seguro será mais baixo. É a tecnologia sendo utilizada em favor do mercado”, destacou Louzon.

Leia mais: Ituran lança nova campanha de aniversário

O palestrante Reginaldo Leme, ícone nas transmissões de F1- TV Globo e um dos mais respeitados jornalistas do País, fez um paralelo do uso da tecnologia das pistas em relação ao mercado nacional de rastreamento. “A partir do início dos anos 80 os computadores tornaram-se equipamento obrigatório na F1. Eles são indispensáveis na cronometragem, controlando parâmetros como consumo de combustível e regime de rotações. É o que se chama de telemetria. Há 20 anos a empresa chegou no Brasil usando essa tecnologia – se nas pistas ela trás precisão, nas ruas segurança. O sistema de rastreamento surgiu com o objetivo de auxiliar a Força Aérea Israelense a localizar os pilotos em situações de combate ou emergência. A prestadora de serviços construiu sua história olhando o progresso do segmento. Fazendo um paralelo com a F1, cada milésimo de segundo, faz diferença na recuperação – e isso implica na pole de alguém que há 20 anos ajudou a abrir esse mercado no País”, ressaltou Leme.

Na plateia de mais de 400 pessoas, além de líderes do mercado de seguros, o presidente do Sincor-SP, Alexandre Camillo também marcou presença. No término do evento, Henry Vargas e Klauss Durães, mostraram aos convidados um show de entretenimento que supera velhos truques do mundo da mágica. Com uso de hologramas, realidade aumentada, tablets e muito mais, eles desenvolveram técnicas inovadoras para modernizar os números de ilusionismo e voltar a surpreender as pessoas. “Foi uma noite especial, momento de rever parceiros e passar a mensagem do que estamos projetando para o futuro”, afirmou Tatiane Monteiro, gerente de marketing da empresa.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta