O espaço do novo Teatro Prudential foi reformado após a produtora Aventura, que irá administrar o local, redescobri-lo. O Brasil já é o terceiro maior mercado produtor de musicais do mundo, perdendo apenas para Estados Unidos e Inglaterra.

A produtora já detinha experiência neste tipo de iniciativa, após colocar em pé o teatro Riachuelo, que é dedicado a musicais e que já contava com o patrocínio da Prudential.

Há um ano, Luiz Calainho e Aniela Jordan, sócios da Aventura, identificaram o potencial do teatro e correram atrás de um investidor para o naming rights. “Dividindo o sonho, encontramos a Prudential, que apostou e que acreditou na arte e na cultura. É um setor que pode gerar dividendos, turismo e que molda o que somos como indivíduos”, disse Calainho na inauguração.

Aura Rabelo, vice-presidente de Marketing e Digital da Prudential, disse que esta é uma forma de agradecer o Brasil por tudo que conseguiram aqui nos últimos 21 anos. “Temos muito orgulho de devolver dividendos à sociedade e de proporcionar a possibilidade de continuidade da vida”. A seguradora possui uma carteira de 2,4 milhões de vida seguradas no corporativo e mais de 450 mil clientes individuais.

Ela lembrou que ninguém gosta de pensar neste assunto ‘chatinho’ que é o seguro de vida, mas vale lembrar que o show tem que continuar. “Somos um dos maiores grupos financeiros do mundo e temos o hábito de investir em esportes e cultura”, ressaltou Rabelo.

Neste ano, a empresa terá participação no Rock n Rio, com objetivo de falar com o jovem e trazer a sensibilização para a importância da proteção. “O teatro se junta a estas iniciativas para devolver o patrimônio e cuidar de nosso legados no país e no planeta”, alertou Aura.

De acordo com informações dos envolvidos, o investimento foi de R$ 1,2 milhão, da Aventura, mais R$ 3 milhões de investimento da Prudential, sendo 60% em lei Rounet. O contrato tem duração de dois anos, com preferência de renovação para a seguradora. “Tudo que pudermos fazer para resgatar o orgulho do carioca de poder viver aqui é o mínimo para a empresa que tem sede na cidade”, ressaltou a executiva.

A peça que estreia o Teatro é PI – Panorâmica Insana

Kelly Lubiato
Revista Apólice

Deixe uma resposta