A Chubb divulga os números do primeiro trimestre: Lucro Líquido e Lucro Operacional por ação de US$ 2,25 e US$ 2,54, respectivamente, crescimento de 8.5%. O Prêmio Retido foi de US$ 7,3 bilhões, crescimento de 2.9% ou 5.1% em dólares constantes. O Índice Combinado de P&C registrado foi de 89.2%.

O Lucro Líquido da empresa foi de US$ 1,0 bilhão, já o Lucro Operacional foi de US$ 1,2 bilhão, registrando um crescimento de 6.7%. Desconsiderando a flutuação do dólar, o Lucro operacional cresceu de 9.0% para 10.9% por ação.

O Lucro de Subscrição de P&C foi de US$ 712 milhões, com crescimento de 10.9%, ou 14.5% em dólares constantes. A empresa obteve um lucro de Subscrição Global de P&C de US$ 639 milhões, com crescimento de 18.4% ou 23% em dólares constantes.

Os Prêmios Retidos de P&C da Chubb foram de US$ 6,7 bilhões, com crescimento de 2.9% ou 5.1% em dólares constantes.

O Índice Combinado de P&C foi de 89.2%, comparado com 90.1% do ano anterior. Com isto, o Índice Combinado atual de P&C, excluindo as perdas por catástrofes foi de 88.5%, comparando com os 87.6% em relação ao ano anterior.

As perdas por catástrofes antes dos impostos foram de US$ 250 milhões, ou US$ 201 milhões após os impostos no trimestre, quando comparados com US$ 380 milhões, ou US$ 303 milhões após os impostos do ano anterior.

A Receita Líquida de Investimentos antes dos impostos foi de US$ 836 milhões e a Receita Líquida de Investimentos Ajustada antes dos impostos foi de US$ 882 milhões, em linha com o planejamento definido.

O Retorno sobre o Patrimônio, Anualizado e Operacional foi de 8.1% e 9.2%, respectivamente. Já o Retorno Operacional Anualizado do Capital Tangível foi de 15.1%.

O Valor Contábil e o Valor Tangível Contábil por ação da empresa, foram de 4.3% e 6.9%, respectivamente, no trimestre.

Para os trimestres encerrados em 31 de março de 2019 e 2018, as Despesas Tributárias (benefícios), relacionadas acima, foram de US$ 1 milhão e US$ 2 milhões, respectivamente, para despesas de integração da Chubb; US$ 8 milhões e US$ 9 milhões, respectivamente, para amortização do valor justo do patrimônio investido adquirido e dívidas de longo prazo; US$ 5 milhões e US$ 3 milhões, respectivamente, para o ajuste de ganhos e perdas líquidas realizadas; e US$ 202 milhões e US$ 149 milhões, respectivamente, para o Lucro Operacional.

Conforme anunciado no trimestre, após aprovação do governo, a empresa está aumentando a participação no Huatai Insurance Group na China, que converte a seguradora em uma companhia de investimento estrangeiro. No trimestre, a companhia também assinou um acordo de 15 anos de distribuição exclusiva com o Banco de Chile.

N.F
Revista Apólice

Deixe uma resposta