ATUALIZADO EM 06/05/2019, ÀS 15:55

A Barela anunciou parceria com a Health for Pet e o lançamento de um novo produto, que está disponível no portfólio da corretora com diferentes coberturas e prêmios que podem variar de R$ 61,86 a R$ 413,14.

“É um produto que está alinhado às nossas estratégias de negócios. Esse seguro tem várias categorias, passando pela mais básica, light, até chegar a premium, contemplando um leque de serviços”, explica Thomaz Menezes, CEO da companhia.
O executivo ainda ressalta sobre a importância dos planos ofertados. “O produto funciona muito parecido com um plano de saúde. Você pode ter o mais simples, que dá direito ao atendimento emergência ambulatorial ou você pode ter um plano mais completo, que dá direito não só ao hospital, mas aos variados prestadores de serviços”, afirma Menezes.

O plano deve ser contratado por meio de corretores credenciados e atende cães e gatos com ou sem pedigree. “Os princípios da Health for Pet estão guiados pelos valores da ética, inovação, relacionamento e amor. Em primeiro lugar, temos que tratar todos os nossos segurados com amor para que possam desfrutar dessa amizade incondicional que só os pets são capazes de oferecer”, comenta Fernando Leibel, presidente da Health for Pet.

Menezes finaliza relatando as expectativas do produto que a companhia almeja alcançar com o lançamento. “Esperamos chegar de 3% a 5% da nossa base potenciais clientes. Sabemos que existe um mercado que movimenta valores expressivos todos esses anos. Isso eu não falo só de seguro, falo de ração, de produtos de limpeza, de higiene, todos os produtos relacionados ao cuidado do pequeno, médio animal”, apontou o CEO da Barela.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), o faturamento do mercado pet brasileiro foi de R$ 20,3 bilhões em 2017, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e do Reino Unido.

Como funciona

Ao fechar uma proposta, é marcada uma consulta para o animal. O veterinário faz a avaliação para constatar a idade do pet e se há algum problema aparente. Caso esteja tudo de acordo, é implantado um microchip, que tem o tamanho de um grão de arroz e não causa nenhuma reação alérgica e nenhum dano à saúde do pet. Caso o cliente não queira mais contar com o plano, o microchip não é retirado do animal e não acarreta em nenhum problema para a saúde do pet.

Gabriel Rocha
Revista Apólice

Deixe uma resposta