Sudeste – O Brasil tem hoje menos de 50 milhões de pessoas cobertas pelos planos de saúde. “Há um universo de oportunidades para quem atua no segmento, mas é preciso especialização e constante capacitação dos profissionais do setor para atender os clientes com qualidade”, afirmou o presidente da Ascor-MG, André Beraldo, durante evento promovido pela entidade, em Belo Horizonte.

A Ascor-MG reuniu corretores, associados, beneméritas e executivos do segmento para debater os “Desafios da comercialização de planos de saúde no mercado brasileiro”. O consultor e especialista em vendas, Eduardo Madeira, foi o palestrante do evento.

“Quem adquire um plano de saúde está em busca de quê?”, perguntou Madeira à plateia. A resposta correta, segundo ele, é atendimento. “Mais do que proteção, bom preço e segurança, quem compra um plano de saúde quer ser bem atendido. O consumidor está mais exigente, o que demanda uma nova postura por parte dos corretores”, frisou.

Madeira também citou o atendimento consultivo como diferencial no processo de vendas. “Devemos melhorar nossa percepção do cliente, para atrair sua atenção já nos primeiros segundos do contato. Venda hoje é relacionamento. Precisamos ser consultivos e entender o que é decisivo e importante para o cliente”, argumentou.

Após a palestra, o presidente, os representantes das empresas beneméritas e o consultor da entidade, Mauricio Tadeu Barros Morais, participaram de mesa-redonda sobre o tema e também responderam às perguntas do público.

Nova benemérita

A Saude Sistema é a nova benemérita da Associação. A operadora recebeu a placa de adesão durante o evento. Atualmente, dez empresas integram o quadro de mantenedoras da Ascor-MG, são elas: Affiance Life Benefícios, Affix Administradora de Benefícios, GoodLife Saúde, MedGold Saúde, MedSênior, Premium Saúde, Promed Assistência Médica, SAUDE Sistema, Vallor Administradora de Benefícios e Vivamed Saúde.

M.S.
Revista Apólice

1 COMENTÁRIO

  1. GOSTEI DESTA PARTE!
    “Quem adquire um plano de saúde está em busca de quê?”, perguntou Madeira à plateia. A resposta correta, segundo ele, é atendimento. “Mais do que proteção, bom preço e segurança, quem compra um plano de saúde quer ser bem atendido. O consumidor está mais exigente, o que demanda uma nova postura por parte dos corretores”, frisou.
    MINHA OPINIÃO
    É bem verdade, eu acho que na verdade é uma junção de tudo! É importante saber que o cliente a cada dia tem mais acesso as informações de forma fácil pela internet, o que acaba acarretando um uma exigência maior na contratação de planos de saúde São Paulo, ou em qualquer outro estado do Brasil!
    Excelente tópico, estou amando esses artigos, parabéns!

Deixe uma resposta