A Minuto Seguros realizou um estudo com base na lista divulgada pela Fenabrave com os carros mais vendidos no Brasil em março. O Onix, da Chevrolet, comparado aos seus principais concorrentes, vendeu mais do que o dobro das duas unidades juntas, por mais um mês seguido: mais de 18 mil carros emplacados – número bem próximo das vendas de fevereiro. O HB20, que manteve a segunda posição na lista do mais vendidos, teve 9.051 unidades emplacadas contra as 8.055 unidades de fevereiro, um crescimento de 12%. O KA, terceiro carro mais vendido do mês, também apresentou crescimento, saindo de 7.633 e indo para 8.341, algo na linha de 9%. Os dois veículos, no entanto, venderam pouco mais de 17 mil unidades, distante das 18.279 comercializações do Onix.

Em março, o preço médio do seguro do Onix, entre as cinco capitais cotadas, foi de R$2.017 para o público masculino, usando como base um perfil médio. Em comparação ao último mês, o crescimento foi de 9% no valor, já que em fevereiro o preço médio era de R$1.845. Com esse aumento, o modelo mais vendido da GM apresenta o segundo aumento consecutivo no preço e quebra a linha de queda que havia apresentado em outubro, novembro, dezembro e janeiro.

Na capital paulista, no entanto, boa notícia para os compradores de Onix. O valor médio de fevereiro, que era R$1.822, caiu para R$1.787, algo próximo a 2%. O valor médio na capital paulista voltou a atingir patamares alcançados em janeiro, quando o preço estava muito próximo a R$1.700.

Agora, quando fala-se do perfil feminino, elas se mantêm pagando menos do que os homens: R$1.909, valor médio das cinco capitais cotadas. O valor é R$108 mais barato do que o valor médio pago pelos homens. No entanto, em comparação ao valor médio pago pelas mulheres no último mês, houve um crescimento de quase 10%, no preço.

Em relação às vendas, o Onix dá mais um sinal positivo para a GM: já são 55.603 unidades emplacadas nesse primeiro trimestre. Em 2018, no primeiro trimestre, o hatch da Chevrolet havia vendido “apenas”41.773 unidades. O crescimento nas vendas do Onix supera os 30%.

Kicks é a novidade da lista; Mobi deixa os 10 mais

O Kicks foi a surpresa na lista dos 10 carros mais vendidos do Brasil em março. O SUV entrou na lista, em nono lugar, com a venda de 4.864 unidades. Outro ponto positivo no que se refere ao SUV da Nissan foi o preço do seguro. Para um carro com valor de Tabela FIPE de R$64 mil, o valor médio de R$2.705 para os homens, e de R$2.179 para mulheres foi atrativo no mês, pois representam menos de 5% do valor da FIPE.

O Gol, após quase se ausentar da lista no último mês, com uma queda nas vendas de mais de 50%, retomou as boas comercializações e, em março, ocupou a quinta posição da lista com 6.620 vendas. Esse número representa um aumento de 45% nas vendas de um dos carros mais vendidos da história, já que em fevereiro o Gol teve apenas 4.565 vendas. Apesar da boa notícia em relação às vendas, o modelo da VW continua com o preço do seguro em crescimento. O público masculino, por exemplo, paga pelo valor médio do seguro em março, algo por volta de R$2.894, 10% a mais do que no último mês. Já as mulheres, que em fevereiro tinham preço médio de R$2.493, viram o valor aumentar para R$2.610, quase 5%.

O HB20 conseguiu retomar a posição de segundo carro mais vendido do Brasil em 2019, passando o KA por 358 unidades. A disputa desse primeiro trimestre está bem parelha, assim como ocorreu nos primeiros meses de 2018.

Mesmo após recuperar o posto de segundo carro mais vendido, o HB20 sinalizou aumento no preço médio do seguro nas capitais cotadas. Para o público masculino, o valor saiu de R$2.592 em fevereiro e passou para R$2.795, quase 8%. Para as mulheres, outro aumento no valor médio do seguro, de 19%, saindo de R$2.016, em fevereiro e chegando em R$2.416 em março. É o segundo aumento consecutivo no preço do seguro do HB20, cortando a tendência de queda que estava sendo sinalizada no final do ano de 2018.

O Ford KA, agora terceiro carro mais vendido do Brasil, teve aumento nas vendas, apesar de ter perdido a segunda posição geral para o HB20. Saiu de 7.633 carros emplacados em fevereiro e passou para 8.341 em março, o que representa quase 9% de um mês para o outro. O preço médio do seguro do KA para os homens é de R$1.899 e para as mulheres de R$1.711.

Por mais um mês, o preço do seguro médio do Ford KA, foi o mais barato entre os três modelos mais vendidos do Brasil: R$1.711 para mulheres – R$11 a mais do que no último mês – e R$1.899 para homens, uma diferença de 2% a menos do que no último mês. O segundo lugar permanece com o Onix, com R$1.909 para as mulheres e R$2.017 para homens.

Análise do preço do seguro dos mais vendidos

A somatória dos 10 carros mais vendidos do Brasil teve mais um crescimento, apontando que, provavelmente, as vendas de 2019 estão em retomada positiva. Em janeiro foram 70.889 comercializações, já em fevereiro 71.694 e, em março, o número bateu 76.039 unidades. O preço do seguro médio desses 10 veículos ficou no valor de R$2.499 para os homens e de R$2.192 para as mulheres.

Com a saída do Mobi da lista dos carros mais vendidos, o preço médio do seguro mais barato entre os modelos mais vendidos do Brasil para o público masculino agora é do KA, com um valor de R$1.899. Para as mulheres, o modelo com seguro médio mais barato também é o KA com R$1.711.

Para realizar o estudo, a Minuto considerou como perfil um condutor homem e uma condutora mulher, de 35 anos, ambos casados. Foram avaliados os preços dos seguros em cinco capitais (São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Salvador e Florianópolis).

Quem paga menos pelo seguro?

Dentro destes perfis mencionados, o preço do seguro para o Onix é o que apresenta a menor diferença entre as capitais cotadas para homens. O valor mais alto está em Curitiba com R$2.225 e o menor em Florianópolis, por R$1.517, uma distância de R$708. No contraponto de diferença de valores, ainda citando o público masculino, o Renegade é que o que tem a maior diferença entre estados: R$2.635. A mais alta em Porto Alegre, R$4.938, e a menor em Florianópolis, com R$2.303. Para os homens, Florianópolis é a cidade com seguro mais barato para todos os veículos. Nos seguros com valores mais altos, o Rio de Janeiro é a cidade que detém os maiores preços: quatro dos dez modelos – os outros seis ficaram divididos igualmente entre Porto Alegre e Salvador. O preço médio do seguro para homens, em Florianópolis, cidade com menor custo, para os 10 carros mais vendidos é de R$1.654. Já no Rio de Janeiro, o preço médio foi de R$3.074.

Agora, falando no perfil feminino, o Novo Polo foi o que apresentou a menor diferença entre as capitais cotadas, com uma diferença de R$1.090, do valor mais alto, que está no Rio de Janeiro, com R$2.478, para o mais baixo, que está em Florianópolis, com R$1.388. Falando agora sobre a distância de valores mais alta, o Renegade ficou com a maior: R$2.716. A maior no Rio de Janeiro, com R$4.487 e a menor, também em Florianópolis, com R$1.771. No âmbito do público feminino, Florianópolis foi a cidade com o seguro mais barato para todos os modelos. Já os valores maiores estão concentrados no Rio de Janeiro, também, com todos os carros concentrados lá. O preço médio do seguro em Florianópolis, para as mulheres, ficou com R$1.312 e, no Rio de Janeiro, R$3.180.

Público Feminino

Público Masculino

Detalhes da cotação

Capitais: São Paulo (SP),Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (BH), Curitiba(PR) e Recife (PE).
Seguradoras: Azul, Aliro, Allianz, Bradesco, HDI, Itaú, Liberty, Sompo Seguros, Mapfre, Mitsui, Porto Seguro, Tokio Marine e SulAmérica.
Perfil: Homem e mulher, 35 anos, casado.
Plano: Cobertura de terceiros de R$ 100 mil.

M.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta