Três startups foram selecionadas entre quase mil inscritas para o 7º ciclo de aceleração do programa Ignição, da Oxigênio Aceleradora. O programa, que tem o objetivo de impulsionar empresas em estágio inicial, concede aporte de R$ 200 mil em um valuation de até R$ 6 milhões.

Para participar do Oxigênio Ignição, a startup já deve ter um produto desenvolvido que tenha sinergias de negócio com alguma das 28 empresas do Grupo Porto Seguro, criador da Oxigênio Aceleradora. Durante a fase inicial, os empreendedores passam por sessões de mentoria, palestras e workshops com executivos da companhia, além de outros profissionais renomados do mercado. Já na fase seguinte, o programa pode levar as startups à sede da Plug and Play Tech Center, uma das maiores aceleradoras do Vale do Silício, nos Estados Unidos.

“Nosso maior objetivo é desenvolver empresas com soluções inovadoras e assim estimular o ecossistema do empreendedorismo no Brasil. O Oxigênio Ignição veio para ser o ponto de partida da jornada dos empreendedores. Além de um dos maiores investimentos do mercado, outros diferenciais são as mentorias citadas acima, o acompanhamento com o time de aceleração da Liga Ventures e um espaço de trabalho gratuito com toda a infraestrutura necessária”, explica o gerente de Pesquisa e Desenvolvimento e Digital da Porto Seguro, Mauricio Martinez.

Participantes do ciclo

Keep Clear: plataforma de automação de due diligence e compliance que busca minimizar os riscos de empresas ao reduzir o custo e o tempo necessário para iniciar e monitorar relações B2B.
PopSpaces: marketplace que permite aos proprietários alugarem seus espaços para marcas de uma forma simples, como um Airbnb dos espaços comerciais.
Refinaria de Dados: especializada em coleta e análise de dados que conecta organizações ao público de seu interesse, tornando empresas e instituições data-driven para gerar resultados operacionais em poucas semanas.

M.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta