Na semana passada, o novo diretor geral da Escola Nacional de Seguros, Tarcísio Godoy, iniciou um programa de visitas às Unidades da Instituição em todo o País. Além da Matriz, sediada no Rio de Janeiro (RJ), a Escola mantém representação em outras nove cidades.

As primeiras Unidades visitadas foram as do Distrito Federal, de Goiás e de São Paulo, localizadas nas respectivas capitais. Além de conhecer as estruturas e equipes da Escola, o executivo aproveitou para estreitar relações com as principais entidades do setor.

Godoy esteve reunido com presidentes e representantes dos Sincors e dos Sindsegs, e avaliou positivamente os encontros. “Nesse momento, nosso principal objetivo é identificar, junto aos agentes de mercado, as reais demandas em relação à capacitação dos profissionais de seguros”, declarou.

O diretor geral antecipou que, aos poucos, irá aprimorar a atuação comercial da Escola de acordo com o retorno obtido nos encontros. “Esse contato presencial com os diversos segmentos da indústria será essencial para balizar as nossas diretrizes”, avaliou.

Mercados estratégicos

As três localidades visitadas concentram mercados de importância estratégica para a Escola. São Paulo se destaca por ser o maior centro de negócios do País, respondendo por cerca de 50% de tudo o que é gerado pela indústria nacional de seguros.

Distrito Federal e Goiás também possuem grande relevância por abrigarem, respectivamente, a capital do Brasil e um mercado com grande potencial de exploração pelos profissionais do setor, já que é um dos maiores produtores agropecuários do País.

A Escola tem abrangência nacional e queremos fortalecer essa participação. O Brasil é um país com inúmeras oportunidades e precisamos olhar também para aquelas que não estão no eixo Rio-São Paulo”, finalizou.

M.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta