(Foto: Getty Images)

Relatório da JLT revela que as lesões em jogadores durante a primeira metade da temporada 2018/19 da Premier League, principal competição do futebol inglês, custaram aos clubes 130 milhões de libras, o equivalente a R$ 620 milhões. Em média, foram 24 lesões e 634 dias de afastamento por time.

O Machester City foi o clube que mais pagou pelos jogadores lesionados: 17 milhões de libras em 30 lesões. Em segundo lugar, aparece o Manchester United, com 14 milhões de libras em 40 lesões. De acordo com a pesquisa, os joelhos são as partes do corpo mais afetadas (75 lesões).

Copa do Mundo

A pesquisa ainda mostrou aumento no número de lesões sofridas por jogadores que participaram da Copa do Mundo 2018, realizada na Rússia. De acordo com a pesquisa, a quantidade de lesões subiu de 78 em 2017/18 para 112 em 2018/2019, um crescimento de 44%.

Todo ano a empresa examina como as contusões impactam os 20 clubes da Premier League. O objetivo do estudo é entender o impacto financeiro das contusões dos jogadores e avaliar a extensão dos riscos de lesões.

A pesquisa, realizada entre 1º de julho de 2018 e 23 de janeiro de 2019, considerou os jogos de cada time da Premier League. Só foram contabilizadas as lesões que levaram os jogadores a perder pelo menos um jogo.

Veja o relatório completo (em inglês) através do link.

M.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta