Na primeira edição deste ano do Panorama do Seguro, Boris Ber, vice-presidente do Sincor SP, apresentou algumas das transformações no dia a dia do corretor decorrentes do desenvolvimento tecnológico. O convidado também deu dicas para acompanhar as mudanças e se adaptar eficazmente.

Atualmente, existem cerca de 60 mil processos na Susep de corretores pessoas físicas e cerca de 85% a 90% das vendas de seguros passam pelo corretor. Para Boris, esses dados apontam a capilaridade e importância do corretor. “Além de ser um consultor, ele comercializa o melhor produto para o segurado com o melhor custo benefício. Ele conquistou o seu lugar e superou batalhas com a venda dos bancos, mas, agora, está se adaptando à tecnologia”, afirma.

Boris também explica que os seguros financeiros tendem a crescer, entretanto, alguns profissionais ainda não investem na expansão de sua carteira de produtos. “Há uma transformação de comportamento geral. Isso traz uma mudança de visão e me preocupa aqueles que estão muito presos e fechados com a comercialização apenas de seguro de automóvel”, ressalta.

Para se preparar, Boris acredita que o Corretor precisa investir na própria carreira com sistema gerencial, tecnologia, equipamento e conhecimento. “Você não vai oferecer de forma correta um seguro de saúde ou financeiro se não conhecer os produtos. As companhias estão externamente abertas a ensinar. O seguro está mudando muito rápido e nós temos que perceber e entender isso”, conclui.

M.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta