De acordo com a prévia divulgada, o mercado de seguros de automóveis da América Latina é estimado em USD 33 bilhões, quase 20% do mercado de seguros como um todo. Os cinco maiores mercados – Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e México – representam mais de 80% do mercado total de seguros de automóveis. A diferença estimada, definida como o total de prêmios não cobrados para veículos não segurados, é cerca de 2,6 vezes o mercado atual nesses países.

No Brasil, 2/3 da frota de automóveis entre 0 e 6 anos não possui seguro de casco. Comparando o rendimento médio por agregado familiar e o valor dos veículos segurados (regimes obrigatório e voluntário), torna-se evidente que, em caso de lesões corporais graves ou acidentes fatais, o impacto econômico de tal acontecimento na vítima e nos respectivos membros da família pode ser devastador. Estima-se uma lacuna de proteção de USD 46,3 bilhões no Brasil.

Clique aqui e veja mais detalhes sobre o estudo elaborado por Caroline Cabral, economista do Swiss Re Institute. Em breve será publicado o estudo completo sobre a lacuna de proteção automotiva na América Latina.

M.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta