A Tokio Marine concluiu a internalização da Assistência 24 Horas do Seguro Automóvel. Com a entrada em operação da Tokio Marine Serviços (TMS) no estado de São Paulo, a companhia agora é a responsável por receber as solicitações dos clientes de todo o País. Desde o mês de abril passado, quando o projeto foi iniciado nas regiões Centro-Oeste e Norte, a TMS recebeu quase 70 mil chamados para atendimentos, que ocasionaram a realização de quase 100 mil serviços.

“Somos uma seguradora focada em inovação e na contínua melhoria dos nossos processos e serviços. Essa iniciativa é uma decisão estratégica para complementar o portfólio de serviços disponibilizados pela Tokio Marine para reforçar a parceria com nossos corretores e assessorias, além de melhorar a percepção sobre a qualidade do nosso trabalho junto aos clientes”, afirma o diretor Comercial Regional II, José Luís Ferreira da Silva, que foi o gestor de Negócio do Projeto

A TMS atende e encaminha as solicitações dos 1,7 milhão de segurados Auto quanto a serviços de guincho, troca de pneus, assistência em caso de pane seca, remoção em casos de colisão, etc. O acionamento pode ser feito tradicionalmente, por telefone, ou pelo aplicativo Tokio Marine Serviços. A companhia investiu R$ 20 milhões na internalização, que começou pela carteira de Automóvel e deve ser expandida para outros segmentos no ano que vem.

Os números mostram a grandiosidade do projeto. No total, 31 áreas da Tokio Marine foram envolvidas na criação da TMS. Desde abril, foram 44 mil horas de desenvolvimento de sistemas de TI e Negócios. Para o gerenciamento da rede de Prestadores e atendimento aos Clientes, foram contratados 260 Colaboradores, alocados em novas e adaptadas instalações da Seguradora, em São Paulo. Até o momento foram cadastrados mais de 2 mil Prestadores para Assistência Auto.

“Estamos muito entusiasmados com os resultados obtidos até agora e certos de que tomamos uma decisão correta para prover as melhores soluções em serviços de seguros para corretores e clientes”, celebra José Luís Ferreira da Silva.

M.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta