Delphine Maisonneuve e Erika Medici

EXCLUSIVO – Há dois meses no Brasil como CEO da AXA, Delphine Maisonneuve já começa a demonstrar a que veio. Após a realocação de grande parte do alto escalão da empresa, impulsionada também pela aquisição da XL, a seguradora agora quer ampliar a distribuição de produtos para PME’s.

No Brasil desde 2015, 60% dos prêmios de seguros estão na carteira de grandes riscos. Com um mercado soft no mundo inteiro, a solução foi investir na diversificação de negócios e no longo prazo. A receita de prêmios cresceu, no primeiro semestre de 2018, 3,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. “Esperamos fechar o ano com crescimento entre 5 e 10%”, adiantou Delphine.

Para atingir esta meta a empresa lançou ontem duas linhas de produtos para pequenas e médias empresas, dos segmentos de academias, salões de beleza, escritórios, consultórios, pet shops, bares e restaurantes e lojas de roupas. Os produtos Smart e Flex também fazem parte de uma campanha de incentivo para corretores de seguro, com o objetivo de angariar mais produtores.

“Temos 4 mil corretores cadastrados, a maioria com foco nos riscos corporativos de grande porte. Agora, com a maior diversificação da carteira, queremos trazer corretores de médio porte, voltados para os produtos de afinidades e PME’s”, esclarece a CEO.

Com isso, a executiva pretende colocar a AXA no TOP 5 de seguradoras brasileiras nos próximos 10 anos. A oportunidade está no fato da maior parte das micro e pequenas empresas brasileiras não contarem com nenhum tipo de cobertura securitária. Em seu país, a realidade é completamente diferente pois a cultura do seguro é amplamente difundida.

Ser digital

Os novos produtos para empresas apresentam a proposta de terem a sua contratação realizada de forma inteiramente digital, pelos corretores de seguros, no que eles chamam de 3 cliques. Assim, a empresa completa a sua proposta de investir em ações inovadoras para se aproximar do mercado. Os produtos Empresa Smart e Empresa Flex aceitarão riscos com cobertura de até R$ 1 milhão, sem necessidade de vistoria prévia.

Erika Medici, vice-presidente Comercial e de Marketing da seguradora também ressaltou a importância da criação da Filial Digital, que atende os corretores de locais mais afastados. “O atendimento é feito por consultores comerciais dedicados, com alçada para tomada de decisões. Assim, conseguimos dar respostas rápidas aos corretores”, ressalta Erika.

AXA e XL

No início deste ano a AXA adquiriu a XL, o que aumentou a sua capacidade para atender clientes de grande porte. No Brasil, a integração oficial das empresas depende do aval da Susep. Assim que ele for concedido haverá a integração de negócios, sistemas e pessoas.

Renato Rodrigues assume agora o posto de Deputy CEO. Segundo Delphine, “a combinação de competências da AXA XL aumenta a capacidade de gerar novos negócios para os clientes”.

Kelly Lubiato
Revista Apólice

 

 

Deixe uma resposta