EXCLUSIVO – A Ameplan realizou na manhã desta quinta-feira (13), em São Paulo, um evento que marcou a premiação dos corretores que tiveram o melhor desempenho em vendas entre 1º de janeiro e 31 de agosto de 2018. Os profissionais concorreram a 35 viagens com acompanhante para o Eco Resort Arraial D’Ajuda, na Bahia, além de mais de R$ 300 mil em prêmios em dinheiro.

“Quando conversei com empreendedores no fim de 2017, todos diziam que 2018 seria um ano de desafios. Foi muito além disso, tivemos crise, greve, temos ainda a incerteza política e, mesmo assim, conseguimos bons resultados”, disse Marcelo Belber, gerente comercial da empresa.

Já Laureci Zeviani, diretor comercial da Ameplan, destacou os números da empresa no período de janeiro a agosto de 2018. “A sinistralidade do setor de saúde, principalmente nesses últimos meses, de inverno, foi alta”. O executivo lembrou que “os sinistros, de acordo com a ANS, foram de 82,1%. Nós conseguimos manter essa taxa em 70,2%. Além do mais, com o fim da estação, vamos baixar esse número para a casa dos 68%”.

Ele apresentou um comparativo dos percentuais de variação no número de beneficiários do segmento com as variações de beneficiários na carteira da Ameplan, nos últimos oito anos. Os dados mostraram que as variações no número de beneficiários do segmento foram negativos nos três últimos anos, estabilizando-se em 2017. No último ano, Ameplan teve movimentos positivos e registrou um crescimento financeiro de 25%, ante 2016, registrando aumento de 5,4% no número de beneficiários, mesmo em um período ainda de recuperação.

Taxa (mercado) de crescimento do número de beneficiários em relação a dezembro do ano anterior 
Ano Beneficiários em planos privados de assistência médica com ou sem odontologia
Dez/ 2011 2,40%
Dez/ 2012 4%
Dez/ 2013 3,50%
Dez/ 2014 1,90%
Dez/ 2015 -2,40%
Dez/ 2016 -3,20%
Dez/ 2017 -0,90%
Dez/ 2018 0,10%

Zeviani ainda ressaltou que, mesmo com a empresa tendo focado em contratos empresariais – que sofreram bastante em decorrência do elevado número de demissões causadas pela crise econômica – conseguiu se manter em crescimento devido ao investimento em zonas estratégicas e também no atendimento.

“Inauguramos um ambulatório em Ermelino Matarazzo (no Hospital Paranaguá), que faz parte da nossa rede referenciada; novas UTI’s Neonatal e pediátrica; nova Unidade Coronariana do Hospital Vida’s. Em breve, haverá um novo PA (Ponto de Atendimento do SAC) em Itaquera, Hospital na Zona Norte e um PA em Itapecerica da Serra, estes últimos em obras adiantadas”, salientou. “Tínhamos 30 PA’s no ano passado, agora temos cerca de 50, podendo chegar a 100. Nossa ouvidoria foi muito ativa, isso nos ajudou a entender melhor as demandas”, disse o executivo.

Maike Silva 
Revista Apólice

Deixe uma resposta