A Trend Micro anuncia hoje sua quarta competição anual Capture The Flag (CTF), que convida equipes do mundo inteiro a demonstrar suas habilidades e desafiar seu conhecimento nas áreas de proteção à cibersegurança mais críticas atualmente. A Trend Micro CTF 2018 – Copa Raimund Genes – é uma das várias maneiras pelas quais a empresa trabalha para motivar e treinar talentos que atendam às necessidades críticas da indústria.

“Focamos no combate aos vilões a fim de tornar o mundo mais seguro para a troca de informações digitais, e profissionais qualificados são fundamentais para tornar isso uma realidade”, afirmou Eva Chen, CEO da Trend Micro. “Reconhecemos que havia uma necessidade crescente por profissionais mais capacitados, então, há quatro anos iniciamos nosso CTF global para incentivar e desenvolver estas habilidades críticas em jovens profissionais. Ao aperfeiçoar estas capacidades em mais profissionais, estamos fazendo a nossa parte para reduzir esta escassez”.

O CTF global anual ajuda os participantes a desenvolver e aperfeiçoar suas habilidades nas áreas de necessidade mais críticas atualmente, incluindo os cibercrimes, ataques direcionados, Internet das Coisas (IoT) e Sistemas de Controle Industrial (ICS).

A empresa realiza 15 CTFs por ano em todo o mundo, incluindo o principal evento global, além de realizar 10 competições em colaboração com a Organização dos Estados Americanos, que são específicas para mulheres na América Latina.

Além deste evento, a companhia opera um número de iniciativas adicionais que dão apoio ao desenvolvimento de capacidades. A empresa seleciona e treina novos profissionais de cibersegurança em cinco centros globais localizados nos Estados Unidos, Canadá, Brasil, República Tcheca e Egito. Estes centros recrutam pessoas com ambos os históricos técnico e não técnico sem exigir experiência específica em cibersegurança. Após completar um programa de treinamento abrangente em cibersegurança, os candidatos recebem ofertas de empregos de parceiros estratégicos e clientes, além da própria Trend Micro, para atender às necessidades por profissionais mais treinados em toda a indústria. No total, a companhia dará suporte ao desenvolvimento de mais de 2.500 novos profissionais em cibersegurança até 2022, a fim de neutralizar a escassez de 1,8 milhões de profissionais qualificados segundo a Frost & Sullivan.

“A falta de profissionais qualificados é a preocupação com segurança mais consistente que ouvimos das empresas”, declarou Mark Liggett, Analista Sênior de Segurança da Tulane University.

O CTF deste ano consiste de duas rodadas: uma classificatória online e as finais. Marcada para os dias 15 e 16 de setembro, a classificatória online incluirá perguntas no estilo Jeopardy, que desafiam as equipes a solucionar rapidamente vários problemas de segurança. As 10 melhores equipes serão classificadas para as finais, que acontecerão em Tóquio, Japão, nos dias 15 e 16 de dezembro. As finais terão perguntas no estilo Jeopardy e King of the Hill para testar mais profundamente as habilidades das equipes.

Vencedoras

A equipe vencedora receberá JPY1.000.000, aproximadamente US$ 9 mil, além de 15 mil pontos, por jogador, no Programa de Recompensa Iniciativa Dia Zero. As equipes que ficarem em segundo e terceiro lugar receberão JPY300.000 e JPY200.000, aproximadamente US$ 3 mil e US$ 2 mil, respectivamente.

M.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta