Resultados – A Brasilcap completou 23 anos com motivos de sobra para festejar. No primeiro semestre do ano, registrou faturamento de R$ 2,3 bilhões, volume 21,6% superior ao do mesmo período de 2017. As reservas técnicas atingiram R$ 9,5 bilhões e os ativos totais chegaram a R$ 11 bilhões.

A empresa comemora ainda os resultados da campanha #AcreditaQueVai, lançada em junho, que aposta na fé do brasileiro em alcançar objetivos e concretizar planos de vida. A campanha reforça o papel dos títulos de capitalização como a ponte para atingir esses resultados, o que exige disciplina e planejamento. Com foco em mídia digital e endomarketing, ela mostra como os títulos Ourocap – seja através de resgates ou de sorteios – ajudam nesses projetos transformadores. Um grupo de torcedores que juntou dinheiro para assistir aos jogos da seleção brasileira na Rússia foi a grande sensação da campanha, fortalecendo os objetivos da campanha.

Estratégia de expansão

O aniversário da companhia coincide com a estratégia de expansão de seus negócios. A empresa obteve resultados importantes com as modalidades Tradicional e Popular junto aos parceiros Banco do Brasil e Grupo Votorantim. Além disso, manteve o foco na evolução de negócios com o Cap Fiador, solução oferecida para garantia locatícia, e o Promocap, título da modalidade de incentivo destinado ao incremento de negócios das empresas. O faturamento de produtos fora do balcão BB chegou a R$ 259,4 milhões no primeiro semestre do ano, crescimento de 21% em relação ao mesmo período de 2017.

Outro destaque refere-se aos prêmios distribuídos, que ajudaram a realizar os planos de vida de clientes em todo o país. No primeiro semestre de 2018, foram pagos mais de R$ 63,1 milhões em prêmios para aproximadamente 14 mil títulos contemplados.

A Brasilcap obteve reconhecimento institucional no primeiro semestre deste ano. A Companhia foi classificada como a número 1 do setor de capitalização pelo anuário Finanças Mais, do jornal Estado de São Paulo, nos seguintes quesitos: “Ativos Totais”, “Provisões Técnicas” e “Rentabilidade do Patrimônio Líquido”.

M.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta