Resultados – Receita líquida cresceu 5,9%, acima do ritmo dos últimos quatro trimestres, com planos PME +7,4% e Planos Individuais +8,3%; Tíquete médio de R$ 20,35 foi 3,4% superior ao segundo trimestre de 2017: PME R$ 20,82 e Individuais R$40,85; Adição líquida foi de 116 mil vidas, recorde desde do quarto trimestre de 2012, com 99 mil novos beneficiários corporativos.

Eficiência e geração de valor

Sinistralidade de 45,5% no segundo trimestre de 2018, 43,7% em junho e 44,7% em 12 meses, melhor desde do primeiro trimestre de 2010; PDD limitado a 3,4% no segundo trimestre desse ano, e 3,5% no último mês; Ebitda ajustado +9,7%, expansão de margem para 25,2%, atingindo R$ 200,8 milhões no em junho.

Resultado e remuneração aos acionistas

Lucro 16,9% superior ao segundo trimestre de 2017, passando a R$ 60,3 milhões, e 18,0% maior em junho, de R$142,3 milhões; Caixa de R$ 548,7 milhões, e dívida zero; Dividendos de R$ 27,9 milhões, e JCP de R$14,3 milhões já pagos, totalizam 70% de payout no segundo trimestre do ano.

Principais indicadores

M.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta