Os dispositivos móveis são cada vez mais imprescindíveis no nosso dia a dia. Hoje, são raras as pessoas que não estão portando smartphones e tablets. Um celular top de linha pode custar entre R$ 3 mil e R$ 7 mil reais e um intermediário não sai por menos de R$ 1 mil . Já os tablets mais populares são vendidos a partir de R$ 500. Isso representa um prejuízo significativo em caso de roubo ou dano físico do aparelho.

Pensando nisso, a Corretora de Seguros Bancorbrás, em parceria com a seguradora Porto Seguro, oferece seguro para smartphones e tablets, que garante a reposição desses produtos em três situações: danos físicos ao aparelho – em caso de equipamento avariado por acidente, incêndio, raio, explosão, impacto de veículos, ou dano causado durante tentativa de roubo; subtração do bem – quando o aparelho é roubado ou furtado, mediante rompimento de obstáculo ou ameaça direta; e dano elétrico – por ocasião de descargas elétricas e oscilações de energia, além de curtos-circuitos que afetem o equipamento (como, por exemplo, ao carregar a bateria do celular).

“O serviço dá a tranquilidade necessária em casos de danos físicos no aparelho ou de roubos, comuns no Brasil, onde é muito grande o número de pessoas que já foram vítimas desse tipo de ocorrência”, comenta Luiz Carlos Gama Pinto, diretor-Executivo da Bancorbrás.

Os aparelhos segurados precisam ter o valor mínimo de R$ 500 e menos de 12 meses de uso (a partir da data descrita na nota fiscal). Os smartphones e tablets comprados no exterior também podem ser segurados mediante apresentação da nota fiscal (invoice) do país de origem. O serviço, que traz tranquilidade para os usuários, pode ser adquirido à vista, a partir de R$ 310,00, ou parcelado em até 10 vezes, a partir de R$ 36,00 – variando de acordo com o aparelho segurado e o perfil do cliente.

M.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta