Sudeste – Ao pensar na compra de um carro, a preocupação com a segurança deve ser tão importante quanto itens como conforto, potência do motor e design. Especialmente em estados como o Rio de Janeiro, onde mais de 70 mil veículos foram roubados ou furtados apenas em 2017. Foram 4,7 casos por hora só na capital carioca, segundo o levantamento compilado pelo SeguroAuto.

Somente a cidade do Rio registrou 41.704 desses crimes, de acordo com as pesquisas realizadas por meio dos sites Onde Fui Roubado, ISP, Extra e Susep. Centro, Barra da Tijuca e Copacabana lideram o ranking de ocorrências, que aponta em seguida Tijuca, Botafogo e Maracanã. “Não há como prever essas fatalidades, mas, ao estar ciente do mapeamento, o motorista fica atento e toma mais cuidado”, afirma Guilherme da Luz, sênior Digital Marketing Manager do SeguroAuto.

Já entre as ruas mais perigosas, ganham destaque a Avenida Pastor Martin Luther King Jr. e a Avenida Brasil, com 157 e 103 casos, respectivamente. Ainda segundo a pesquisa do SeguroAuto, as áreas com maior índice de roubos são Pavuna, seguida por Honório Gurgel e Vicente de Carvalho.

Os motoristas também precisam se atentar aos horários mais escolhidos pelos bandidos para cometerem esses crimes, sendo o mais perigoso à noite, seguido pela madrugada, manhã e à tarde. “Não é preciso mudar a rotina, mas é sempre bom se assegurar de todas as formas para evitar maiores dores de cabeça”, aconselha o especialista do portal.

Os modelos mais visados são o Renault Twingo (32,07%), seguido pelo Kia Motors Bongo (27,17%) e Ford Cargo (16,99%). Em relação às cores, os criminosos tendem a roubar mais as tradicionais, como prata e preto.

M.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta