Os dados do setor segurador referentes ao mês de março, divulgados recentemente pela Superintendência de Seguros Privados (Susep), destacam o crescimento dos ramos de seguro de Vida Individual (12,8%), Residencial (10,9%), Vida Coletivo (9,8%) e de Automóveis (8,4%).

Ainda assim, na comparação do primeiro trimestre de 2018 com o de 2017, descontados DPVAT e saúde, a arrecadação geral do setor caiu 0,4%, impactada pelos planos de acumulação VGBL e PGBL, que involuíram 8,9%.

Estes são alguns pontos destacados pelo editorial do presidente da Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg), Marcio Coriolano, na 18ª edição da Carta do Seguro, que faz mensalmente uma análise de conjuntura do setor segurador baseado nos números divulgados pelos reguladores.

A publicação, que também conta com artigo do economista da Escola Nacional de Seguros Lauro Faria, destaca, entre outros pontos, que, em março, a arrecadação em prêmios e contribuições do mercado segurador regulado pela Susep foi 25,4% maior que a arrecadação de fevereiro. Entre as justificativas, segundo Faria, o fato de os meses de janeiro e fevereiro serem, tradicionalmente, de queda na atividade seguradora devido às festas de fim de ano, às férias de verão e ao Carnaval.

Veja aqui a íntegra da 18ª edição da Carta do Seguro.

Fonte: CNseg

L.S.
Revista Apólice

Deixe uma resposta